Como testamos

Produtos contra piolhos e lêndeas: como testamos

Mão a passar um pente fino com pega laranja no cabelo comprido de uma menina com ar aborrecido

Em champô, solução, gel, creme ou loção, os produtos contra parasitas são vendidos sob diversas formas. Independentemente da apresentação, valorizámos os que eliminam 100% de piolhos e lêndeas, e à primeira.

Alguns estudos científicos indicam que só com eficácia mínima de 85% é possível controlar uma infestação. De contrário, será necessário prolongar o tratamento. Assim, fomos exigentes na avaliação. Em laboratório, a eficácia de cada produto foi verificada em três amostras de cabelo humano de teste, com 20 piolhos, e outras três com 20 lêndeas.

Para garantirmos condições idênticas, desenvolvemos os parasitas em laboratório. Massajámos suavemente cada amostra com bastante produto, respeitámos o tempo indicado nas instruções, lavámos de forma standardizada, com água da torneira a 32ºC e, quando indicado pelo fabricante, também com champô. No final, contámos os sobreviventes.

Ao mesmo tempo, e para controlo, avaliámos o que acontecia em amostras de cabelo com 20 piolhos e outras com lêndeas, em que usámos apenas água.

Conduzimos ainda uma prova de utilização, através da qual cada produto foi testado em 20 crianças em idade escolar. Os pais dos mais de cem participantes preencheram um questionário e deram a opinião, entre outros aspetos, sobre a clareza das instruções, o odor, a textura e a facilidade de aplicar, retirar e pentear.

Por fim, analisámos a rotulagem. Identificação e contacto do fabricante, importador ou distribuidor, prazo de validade, informação e cuidados a ter no uso do produto, lista de ingredientes e alegações (por exemplo, “sem parabenos”) foram os critérios verificados.

A título comparativo, testámos a eficácia de dois pentes elétricos e de quatro receitas “tradicionais”: maionese caseira, vinagre de vinho branco, óleo de coco e mistura deste último com óleo da árvore do chá.

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.