Notícias

Famílias vão poder acolher animais abandonados

A medida pretende reduzir o número de animais abandonados em Lisboa e resolver o problema de sobrelotação da Casa dos Animais de Lisboa.

23 fevereiro 2018
animais abandonados

Thinkstock

A Casa dos Animais de Lisboa é o antigo canil e gatil municipal, que não consegue dar resposta aos animais abandonados da cidade. A nova provedora da instituição anunciou para breve a criação de famílias de acolhimento temporário. A colocação da medida em prática depende da alteração ao regulamento da instituição, que está em fase de conclusão.

Para registar-se como família de acolhimento temporário, deve dirigir-se à Casa dos Animais de Lisboa, inscrever-se no núcleo de voluntários e demonstrar que está habilitado a acolher um animal. Para tal, tem de apresentar o registo criminal e uma declaração da junta de freguesia.

Por enquanto, as famílias elegíveis só podem levar para casa um animal através da adoção (com a apresentação do documento de identificação). Basta que o animal esteja abandonado, não tenha dono conhecido ou que tenha sido entregue pelo dono à instituição, com a devida justificação. Os animais atribuídos a cada família são escolhidos pela equipa técnica e veterinária da Casa dos Animais.

As famílias que acolham temporariamente os animais abandonados da cidade de Lisboa não terão encargos com as necessidades básicas dos animais, como a alimentação ou eventuais cuidados médicos. A Casa dos Animais de Lisboa presta serviços gratuitos de esterilização, desparasitação, identificação (para cães com mais de três meses) e medicação aos animais cuja idade e estado de saúde o permitam. A instituição tem como funções principais recolher os animais abandonados que circulam pelas ruas da capital e assegurar tratamentos de doenças que sejam transmissíveis.

Imprimir Enviar por e-mail