Guia de compras

Como escolher o micro-ondas

Mulher abre porta de microondas numa loja para ver o seu interior enquanto escolhe que modelo comprar

Um bom micro-ondas sem grill custa, em média, 80 euros. Se deseja um modelo com este componente, terá de gastar, também em termos médios, mais 30 euros. Saiba ainda que recipientes pode usar e como limpar o seu eletrodoméstico.

Para aquecer e descongelar, vai bem servido com uma versão sem grill. Se for mais “exigente” e pretender uma lasanha, uma piza ou um frango assado, já precisará do grill, uma resistência que permite dourar ou gratinar. Veja os resultados completos do nosso teste.

Micro-ondas com ou sem grill ou combinados

Os aparelhos sem grill, no geral, descongelam e aquecem com competência. São também eficazes a cozinhar pratos pré-preparados ou receitas pouco complexas, como derreter manteiga ou chocolate. Os preços tendem a ser acessíveis: com menos de 60 euros, já encontra um modelo capaz de boas prestações.

Por sua vez, os micro-ondas com grill, além de descongelarem e aquecerem, podem dourar ou gratinar alguns pratos, graças a uma resistência. Preste atenção à potência deste componente: sendo demasiado baixa, o frango ou a piza podem testar-lhe a paciência até ficarem preparados.

Já os micro-ondas combinados têm um sistema de convecção que lhes permite assar e cozinhar de forma semelhante à dos fornos clássicos. Mas não os substituem por completo, uma vez que não incluem todas as funções de cozedura presentes num forno clássico. Ainda assim, se a cozinha é apertada para um forno e um micro-ondas em simultâneo, um combinado pode ser uma opção a considerar. Porém, atente no preço, que pode ser bastante elevado.

Bons exemplos de micro-ondas

 

  

 

Maus exemplos de micro-ondas


Materiais que podem ser usados no micro-ondas

Nem todos os recipientes são adequados: alguns partem-se, como a madeira, ou refletem as radiações e impedem os alimentos de aquecer, como o metal. Certos micro-ondas também não permitem usar loiça com decorações douradas. Consulte o manual do aparelho.

Vidro

A maioria dos recipientes de vidro aguenta uma ida ao micro-ondas. Para fazer a prova dos nove, encha o recipiente com água e leve-o a aquecer durante um minuto. Se, no final, a água estiver fria e o recipiente quente, significa que não é indicado. Em qualquer dos casos, o vidro não deve ser sujeito a temperaturas elevadas durante muito tempo, porque pode partir-se.

Cerâmica

Pode ser usada, desde que não apresente partes ou desenhos metálicos.

Plástico

As caixas de plástico que podem ser usadas no micro-ondas costumam trazer um símbolo a indicá-lo. Se não ostentarem este símbolo, não as utilize, pois, a altas temperaturas, as partículas do plástico podem migrar para os alimentos, um fenómeno favorecido por certas preparações. Evite cozinhados que contenham tomate, cenoura, molhos gordurosos ou açúcar. Com estes alimentos, ou para cozinhar, prefira recipientes de vidro.

Silicone

Em geral, os recipientes de silicone podem ser utilizados no micro-ondas.

Metal

Os metais devem ser evitados, pois a maioria não se adequa. No entanto, alguns recipientes para aquecimento no micro-ondas são feitos de alumínio. Assim sendo, descarte o metal, a menos que seja expressamente declarado no rótulo do recipiente que este pode ser usado. Atenção: não deixe colheres nas chávenas, se as levar ao micro-ondas.

Cozinhar a vapor

Para cozinhar a vapor no micro-ondas, existem acessórios de plástico ou silicone. Os formatos variam entre o cesto e o tacho, e muitos destes recipientes servem até de marmita, com capacidade para uma ou mais pessoas.

Alguns micro-ondas trazem um acessório que se encaixa no prato rotativo e permite cozinhar em dois níveis: por exemplo, peixe em baixo e legumes em cima. Para cozinhar vários alimentos em simultâneo, trata-se de uma boa solução. Se apenas pretende preparar vegetais, um modelo com um nível será o mais indicado.

Como limpar o micro-ondas?

Para o bom funcionamento do aparelho, convém fazer uma limpeza regular, que o mantenha longe de gorduras e outros detritos. Passe um pano húmido por todos os recantos, pelas paredes interiores e exteriores, pela porta e pelo prato giratório. Veja no manual se pode lavar o prato na máquina da loiça, o que lhe facilitaria a vida.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós