Primeiras impressões

Máquinas de secar roupa: testámos o primeiro modelo híbrido

22 janeiro 2015
Testámos o primeiro modelo híbrido de máquina de secar roupa disponibilizado em Portugal pela LG.

22 janeiro 2015

A LG lançou em Portugal o primeiro modelo híbrido de máquina de secar roupa, que pode funcionar com ou sem bomba de calor. Já medimos os consumos das duas versões e encontrámos diferenças.

Pela primeira vez, um fabricante de máquinas de secar roupa permite que o consumidor não tenha de optar no momento da aquisição por modelos com ou sem bomba de calor. Quem comprar o secador híbrido RC9055AP2Z, da LG, pode fazer essa escolha em cada utilização, de acordo com a velocidade desejada e a eficiência que se procura.

Se o consumidor optar pela utilização no modo “Eco” está a acionar a bomba de calor do aparelho. Poupa em consumo de eletricidade, mas a secagem demora mais tempo. Numa carga de 6 kg de roupa de algodão, o secador demora 152 minutos (2h32) a cumprir a sua função e consome 1,49 kWh de eletricidade.

Já no modo “Rápido” está a acionar a resistência elétrica do aparelho para aquecer o ar que irá secar a roupa. Conseguirá fazê-lo em apenas 110 minutos (1h50). Ganha em tempo, mas gasta mais em eletricidade, já que o consumo é de 2,37 kWh.

Apesar da novidade que a LG introduziu com este modelo híbrido, encontrámos no nosso teste a 32 máquinas de secar roupa outros modelos capazes de enxugar a mesma carga de roupa com consumos inferiores e sem demorar muito mais tempo. Entre os 32 modelos de secadores de roupa que testámos, a nossa Escolha Acertada assegura um desempenho mais eficiente, secando a mesma carga em 117 minutos (1h57), com um consumo de 1,02 kWh.

As máquinas de secar roupa são cada vez mais procuradas pelos portugueses que recorrem a estes aparelhos para contornar a dificuldade em enxugar roupa nos meses mais chuvosos. Os nossos testes comprovam ainda que os fabricantes têm vindo progressivamente a melhorar a eficiência dos modelos comercializados, o que contribui decisivamente para convencer as famílias a investir numa máquina de secar roupa.