Notícias

Anticalcário: só recomendamos para águas muito duras

31 março 2015

31 março 2015

A vida da máquina de lavar roupa não depende de pastilhas anticalcário ou descalcificantes, exceto se morar numa zona onde a água tem muito calcário.

Na maioria das regiões do País, a água não é muito dura. Logo, não tem de gastar dinheiro com os produtos anticalcário. Já nas regiões de água mais dura – tipicamente o Alentejo, algumas zonas do Algarve e parte da zona Oeste – o calcário é mais abundante e os vestígios acabam por acumular-se nas superfícies onde circula água quente, formando um depósito esbranquiçado de carbonato de cálcio e de carbonato de magnésio. Com o tempo, a espessura do depósito aumenta e pode entupir os tubos de circulação da máquina, sobretudo os mais finos.

Nos equipamentos onde a água é aquecida por uma resistência elétrica (máquinas de lavar, por exemplo), o depósito dificulta a troca de calor entre esta e a água. Resultado: a máquina perde eficiência no consumo de energia. Desconfie da presença excessiva de calcário sempre que a máquina revelar uma diminuição da capacidade de lavar bem a roupa, demorar demasiado tempo no programa ou detetar que a água já não aquece tanto como acontecia.

Não usar ciclos de água muito quente, preferindo baixas temperaturas (30 ou 40°C), também ajuda a prevenir a formação de calcário na resistência. Apenas recomendamos utilizar produtos anticalcário se reside em regiões com água dura e recorre frequentemente a ciclos de água muito quente (60 ou 90°C).

Para saber com exatidão o grau de dureza da água, guie-se pelo mapa ou contacte a entidade distribuidora.

Pode contactar o distribuidor para saber o grau ou a concentração de carbonato de cálcio.
Pode contactar o distribuidor para saber o grau ou a concentração de carbonato de cálcio.

Tratamento de choque

Se já não pode atuar na prevenção da acumulação de calcário na máquina de lavar, também existem produtos descalcificantes. Estes são eficazes ao eliminar o calcário acumulado na resistência. Devem ser utilizados uma a seis vezes por ano, com a máquina vazia e idealmente com água a 60°C. É essencial seguir com atenção as instruções dos fabricantes. O uso de alguns descalcificantes requer uma paragem de 20 minutos durante o ciclo de funcionamento da máquina vazia, para que o produto atue com mais eficácia.

Se costuma lavar a roupa com detergente líquido e água a baixas temperaturas, a utilização de um descalcificante uma a duas vezes por ano será suficiente para eliminar o calcário acumulado na resistência. Para as utilizações frequentes de detergente em pó e de água aquecida a temperaturas superiores a 40°C e apenas em regiões com água dura, é recomendável a utilização regular de um produto descalcificante.

Soluções caseiras

O efeito anticalcário do bicarbonato de sódio e do vinagre têm boa reputação, mas estes produtos não são alternativas eficientes. O bicarbonato de sódio é eficaz a prevenir a acumulação de calcário na resistência da máquina, mas aumenta a concentração de minerais nos tecidos. Pode escurecer a roupa e deixá-la pouco macia.

Quanto ao vinagre, a sua acidez é contraindicada na lavagem. Anula o efeito do detergente. Além disso, não neutraliza o efeito do cálcio e do magnésio, pelo que não é eficiente. Já enquanto descalcificante, usado com a máquina vazia, revelou alguma eficiência, embora não tão satisfatória como a dos produtos específicos.

Limpar a máquina com regularidade nas partes acessíveis e no filtro pode adiar avarias. Na investigação aos reparadores, reprovámos a maioria com muitas avarias. Cobram em excesso, trocam peças sem necessidade e não passam fatura. Alguns são incompetentes.