Guia de compras

Detergentes para a máquina da roupa: guia de compras

13 maio 2016
Como comprar detergentes para a máquina da roupa

13 maio 2016
O detergente para roupa normal é eficaz a remover nódoas. Para a roupa delicada, opte por um detergente líquido específico.
Mesmo se lavar a baixas temperaturas, escolha o detergente em função do tipo de tecido. Por exemplo, a lã e a seda exigem produtos mais delicados do que lençóis ou panos de cozinha. Têm uma composição diferente. O mesmo se passa com os detergentes específicos para roupa de cor. Prepare-se com três tipos de detergentes:
  • detergente universal para quase todo o tipo de roupa, com agentes de branqueamento (atuam também em determinadas nódoas de origem vegetal) e enzimas (dedicados a combater grupos específicos de nódoas), aliam o bom desempenho na lavagem à melhoria do grau de brancura dos tecidos;
  • detergente específico para roupa de cor, sem agentes de branqueamento e, por isso, não provocando desgaste nas cores iniciais dos tecidos; por vezes contêm ingredientes especiais que impedem o esbatimento das cores;
  • detergente líquido para lã e roupa delicada, ideal para lãs e tecidos delicados, como a seda; não tem enzimas nem agentes alcalinos, responsáveis pelos borbotos; de preferência, utilize-o à mão; máquina, a remoção das nódoas é menos eficaz.
Por fim, também existem produtos exclusivos para roupa escura ou preta. Algumas versões contêm agentes específicos que impedem ou limitam ao máximo a transferência dos pigmentos responsáveis pela cor de um tecido para outro.

Os amaciadores para a roupa são complementares a estes produtos. Acrescentam suavidade e perfume aos tecidos, mas em doses modestas, e dificultam a absorção de água em tecidos como o algodão. Podem ser úteis em lavagens a temperaturas superiores a 60° C e em águas mais “duras”. Mas, de uma forma geral, são dispensáveis. Conheça a nossa análise detalhada aos prós e contras dos amaciadores.

Pó vs. líquido
Quando os detergentes apareceram, a sua base era o sabão obtido a partir de óleos e gorduras vegetais e animais. Face à subida dos preços destas matérias-primas, desenvolveram-se fórmulas sintéticas de custo mais baixo. Os primeiros detergentes comerciais deste tipo apresentavam-se em pó e destinavam-se essencialmente à lavagem de produtos têxteis. As versões líquidas e em gel chegaram mais tarde e não apresentavam problemas ao dissolverem-se na água, situação algo frequente com certas formulações em pó.

Hoje, nas lojas, encontra duas grandes famílias de detergentes: a fórmula sólida (em pó e pastilhas) e a fórmula líquida (gel, líquido e cápsulas). Regra geral, os ingredientes usados no detergente em pó e no líquido são muito idênticos. Os primeiros necessitam de um aditivo que garanta a sua fluidez, bom escoamento e impeça a aglomeração e a degradação do pó. Pó ou líquido, há bons produtos em ambas as categorias.

Detergente na dose certa
Respeite as quantidades indicadas na embalagem. Tenha em conta a capacidade da máquina, a dureza da água e o grau de sujidade da roupa. Os produtos concentrados são eficazes. Evite usar mais do que o necessário. Os detergentes têm um comportamento ótimo numa dada quantidade, mas tornam-se agressivos e podem mesmo danificar a roupa, se forem utilizadas doses superiores.

A capacidade das máquinas varia muito (5-12 kg), obrigando o consumidor a ajustar a dose de detergente à capacidade da máquina. Para carregar aparelhos entre 7 e 9 kg, recomenda-se usar dose e meia, o que é possível com detergente em pó, gel e líquidos, mas não com a cápsula. Pode lavar a roupa pouco suja e sem nódoas apenas com metade da dose recomendada. A ação conjunta da água e do movimento do tambor são um contributo essencial na lavagem.

Guarde o detergente em locais secos e fechados, sobretudo as cápsulas que não devem ser tocadas com as mãos molhadas. Em caso de contacto com os olhos, os detergentes podem causar irritação grave e perda de visão temporária devido a queimaduras oculares. Aconselhamos quem manuseia estes produtos a ter cuidado na abertura e fecho das embalagens, sempre com as mãos secas ou luvas.

Quanto custa
Com cerca de € 7 pode conseguir um detergente para 65 lavagens ou apenas para 40. O custo por lavagem marca a diferença. As embalagens anunciam capacidades muito distintas (15 ou 85 lavagens por embalagem, por exemplo), mas o principal fator para comparar preços é o custo de cada uma. Ao fim de um ano e para 4 lavagens semanais usando um detergente universal, pode gastar entre 20 e 92 euros, considerando os preços médios dos modelos testados. Já nos produtos de cor, se usados uma vez por semana, o custo anual pode oscilar entre 5 e 23 euros.

Imprimir Enviar por e-mail