Como testamos

Detergentes para a máquina da loiça: como testamos

02 janeiro 2018
Como testamos detergentes para a máquina da loiça

02 janeiro 2018
Usámos chávenas, pratos, talheres e copos sujos, que representam a loiça lavada diariamente numa casa comum, como resíduos alimentares de leite queimado, chá e óleo.

Poder de limpeza dos detergentes

Nos nossos testes, usámos chávenas, pratos, talheres e copos sujos, que representam a loiça lavada diariamente numa casa comum, como resíduos alimentares de leite queimado, chá e óleo.

Veja o vídeo da reportagem no laboratório.

Usámos três conjuntos de talheres, loiça e copos para avaliar a eliminação de sujidade provocada por:

  • chá, uma nódoa que pode ser branqueada. Usámo-la para comprovar a eficácia do detergente na remoção de manchas de cor;
  • amido, cujos resíduos mostram se um produto é eficaz a remover restos de batatas, arroz e massa;
  • proteínas, essenciais para verificar a limpeza de restos de ovo e carne, por exemplo;
  • leite queimado, uma das provas mais difíceis. É usado como indicador do poder de limpeza geral de um detergente;
  • sujidade diária, ou seja, uma mistura de outros alimentos que incluiu amido de milho, farinha de trigo, óleo vegetal, margarina, natas, ovo, mostarda, óleo de fritar e ketchup. Foi adicionada em cada teste para reproduzir as condições das lavagens domésticas, em que é comum encontrar loiça suja com diferentes tipos de ingredientes.

Avaliámos a quantidade de resíduos que permanece na loiça no final da lavagem. Um resultado de cinco estrelas indica que todas as manchas foram removidas.

Enxaguamento e secagem

Submetemos copos, pratos, talheres e recipientes de plástico a 12 lavagens para testar a capacidade de enxaguamento e secagem dos detergentes, tendo antes adicionado a mesma mistura de ingredientes para sujar a loiça. Os produtos “tudo em 1” foram testados em ciclos normais de lavagem, sem adição suplementar de sal ou abrilhantador. Os detergentes simples foram testados com abrilhantador e sal da mesma marca.

No fim de cada ciclo de lavagem verificámos se existiam manchas, marcas de água, resíduos ou embaciamento, tarefa repetida ao fim de dez lavagens.

A dureza da água pode provocar manchas mas condições demasiado alcalinas também podem levar ao aparecimento de um filme colorido e gorduroso. É o tipo de depósito que pode frequentemente ser removido com a passagem por água ou com um pano. Contudo, caso não sejam removidos após a primeira lavagem tendem a acumular, tornando-se muito mais difíceis de eliminar.

Também foi verificado se copos e pratos perderam algum do brilho inicial ao longo das lavagens.

Para recomendar os melhores detergentes para máquinas de lavar loiça e apontar os que devem ser evitados, testámos cada produto 15 vezes com pratos, copos, talheres e chávenas sujos.

Realizamos três testes: um de limpeza, a 50º C, e dois outros para secagem e enxaguamento, a 55º C, usando o programa normal, sem pré-lavagem. Os nossos testes de limpeza foram repetidos três vezes. No total usámos as máquinas de lavar 15 vezes para cada produto, para verificar a existência de marcas de água ou manchas e para a presença de algum tipo de filme ou embaciamento da loiça.