Guia de compras

Cápsulas de café: guia de compras

16 abril 2018
Cápsulas de café: guia de compras

16 abril 2018
Não se engane na hora de escolher. O sabor e as demais características do café é que devem decidir o sistema da máquina a comprar, e não o inverso.

O segredo é resistir à publicidade. É que, nisto do sistema de cápsulas, o verdadeiro negócio não é vender a máquina, mas fidelizar através da compra do café. Assim se explica que algumas marcas tentem aliciar o consumidor com aparelhos mais baratos à partida, procurando depois vender a ideia de que só as respetivas cápsulas aí funcionam corretamente. Chegaram a circular mitos de que cápsulas compatíveis poderiam arruinar o aparelho. Mas, teste após teste, temos contribuído para acabar de vez com estas ideias feitas (ver vídeo aqui), e os consumidores já ultrapassaram o bicho papão dos prejuízos para a máquina. Tanto assim é que as marcas começaram a apostar no fabrico de versões compatíveis. 

Para cada sistema, há vários tipos de cápsulas, com diferentes sabores e composições: arábica, ou mistura de arábica e robusta.

O sistema Nespresso é, de longe, o que tem mais e melhores opções ao dispor, não necessariamente mais caras do que as direcionadas aos restantes. Se, em vez de cápsulas originais, adquirir as compatíveis das nossas Escolhas Acertadas, por ano pode poupar entre 119 e 147 euros. Só tem de consumir um total de 700 cafés: na prática, basta tomar uma ou duas bicas por dia para alcançar este número.

No sistema Dolce Gusto, ao optar por uma das nossas Escolhas Acertadas, poupa 13 cêntimos por café face à marca original. Ao fim de 700 cafés, a poupança anual ronda os 90 euros.

Para o sistema Delta Q, as nossas Escolhas Acertadas permitem poupar, por ano, 105 euros, caso consuma 700 cafés ao longo dos 12 meses.