Primeiras impressões

Tefal Actifry 2 em 1: poucas vantagens face aos equipamentos convencionais

09 outubro 2012 Arquivado
Tefal Actifry 2 em 1

09 outubro 2012 Arquivado

Mais do que uma fritadeira e aparelho para cozinhar, a marca tenta vender uma forma de alimentação mais saudável. Para segui-la, não precisa de gastar entre € 299 e € 329 por um equipamento pouco útil.

Menus incompletos

A Tefal Actifry 2 em 1 não é adequada para pratos elaborados e a sua capacidade é limitada (máximo de 4 pessoas, duas zonas de cozedura). Apesar de anunciar refeições equilibradas e completas, só permite preparar dois componentes de cada vez. Alguns pratos não são completos. Por exemplo, se quiser acompanhar o salmão com arroz e curgete ou juntar legumes ao bife com batatas fritas, terá de cozinhá-los em separado.

O tempo de cozedura é muito longo. Por exemplo, são precisos 30 minutos para as rodelas de curgete, contra os 10 minutos numa panela clássica. Na utilização, exigem-se alguns cuidados: depois de colocar a placa de grelha, esteja atento ao fechar, pois a tampa fica muito quente.

O lado prático da Tefal Actifry 2 em 1 e as vantagens da redução de cheiros e da utilização de gorduras podem ser úteis para uma minoria de consumidores. Na maioria dos casos, este aparelho é dispensável, sobretudo tendo em conta o seu preço elevado. Com boas receitas, utensílios e equipamentos de cozinha tradicionais, é possível seguir uma dieta saudável e equilibrada.

A Tefal Actifry 2 em 1 evita cheiros e reduz a gordura. Mas também pode fazê-lo com equipamentos tradicionais.
A Tefal Actifry 2 em 1 evita cheiros e reduz a gordura. Mas também pode fazê-lo com equipamentos tradicionais.