Primeiras impressões

Chef Express do Pingo Doce agita mercado dos robôs de cozinha

12 novembro 2015 Arquivado
Chef Express do Pingo Doce

12 novembro 2015 Arquivado

O anúncio do novo robô do Pingo Doce não chega sozinho. O Continente contra-ataca com promoções no Yämmi e uma nova versão para 2016. O Monsieur Cuisine do Lidl, o Proficook e o Taurus Mycook estreiam-se neste mercado.

Já temos os equipamentos em teste em laboratório. Os modelos Yämmi e Evolution Mix, entre outros, mostram que é possível comprar robôs de boa qualidade a um preço bastante atrativo. Se não puder esperar pelos resultados, com a promoção atual, a Yämmi é vendida a € 150 e torna-se na Escolha Acertada mais barata.
A Chef Express inclui um livro de receitas um pouco pesado.
A Chef Express inclui um livro de receitas um pouco pesado.
Chef Express: dois anos não trouxeram grande inovação  
“Valeu a pena esperar”, anunciou o Pingo Doce no lançamento do robô Chef Express, à venda por 399 euros. Com um atraso de 2 anos face à rival mais direta Yämmi, as funções do Chef Express não revelam grande originalidade no nosso primeiro contacto. À semelhança dos outros robôs, o Chef Express replicou algumas funcionalidades já existentes no antigo modelo Bimby: colher inversa e velocidade espiga são alguns exemplos.

Para se diferenciar, o Pingo Doce apregoa uma só lâmina para todas as operações e balança incorporada. Mensagem percebida, o Continente não perdeu tempo a reagir com um desconto no preço da Yämmi. Mas temos dúvidas se esse esforço do Pingo Doce em simplificar o uso da lâmina não afetará o desempenho do robô nalgumas tarefas mais exigentes.

A Chef Express anuncia só precisar de uma lâmina para todas as tarefas.
A Chef Express anuncia só precisar de uma lâmina para todas as tarefas.

Sobre “a mais alta tecnologia” não verificámos grandes sinais. Dois anos não foram suficientes para integrar as tendências mais recentes nos robôs, como é o caso da Bimby e Supercook, que já apostam na interatividade e nas receitas passo a passo, sem livro. A Chef Express ainda obriga a usar um livro de receitas pesado entre os tachos.

Do nosso primeiro contacto com a Chef Express, destacamos o copo que parece robusto e resistente. O copo tem capacidade de 2 litros e é um pouco mais largo para facilitar o colocar e o retirar dos alimentos. Já a programação do tempo não é prática (tem de carregar no botão em contínuo até chegar ao pretendido) e o sistema de fechar a tampa não parece muito adequado ao retirar o cozinhado, sobretudo, se estiver quente. Apreciámos o copo medidor que veda o vapor. A lâmina não pode ser lavada na máquina da loiça.

O copo da Chef Express parece robusto e é mais largo para colocar e retirar alimentos.
O copo da Chef Express parece robusto e é mais largo para colocar e retirar alimentos.
Yämmi com desconto à venda por 150 euros
Em resposta às investidas da concorrência, a Yämmi tem agora o preço tentador de 150 euros. Mas não fica por aqui: quem comprar a Yämmi até ao final do ano, em 2016 poderá trocar o modelo antigo pela nova versão e beneficiar de um desconto de € 150 na compra. Desconhecemos os pormenores sobre o equipamento e as funcionalidades da edição de 2016. Rendidos à conectividade e ao ecrã digital ou apenas um upgrade com balança? Acompanharemos as novidades.

Mais 2 concorrentes para conquistar chefs
Novembro trouxe também o robô Monsieur Cuisine, do Lidl. Por € 229, o aspeto é semelhante à maioria dos robôs desta gama e apresenta a mesma capacidade de 2 litros. As funcionalidades não vão além do que encontramos nos modelos mais básicos. O preço imbatível apenas é ultrapassado pela promoção temporária da Yämmi.

O problema poderá estar na disponibilidade temporária do Monsieur Cuisine nos supermercados Lidl. No ano passado, tão depressa como apareceu, desapareceu, e não pudemos testar o equipamento. Este ano, já está no laboratório e aguardamos os resultados para confirmar se destrona as nossas Escolhas Acertadas.
O Monsieur Cuisine está à venda nos supermercados Lidl por 229 euros.
O Monsieur Cuisine está à venda nos supermercados Lidl por 229 euros.

Destacamos ainda o recém-chegado Taurus Mycook Legend, à venda nas lojas Worten por 749,99 euros. Em 2013, a estratégia do Pingo Doce era lançar este equipamento com a sua marca, mas o plano caiu por terra com o avanço do Continente e da Yämmi. O teste dirá se o Pingo Doce ficou melhor servido com a Chef Express.

O Proficook MKM 1074 é outra das novidades e custa 369,99 euros. O sistema de abertura é fácil, com um botão para abrir, dispõe de 3 programas automáticos e de copo com 2,5 litros. Com mais de meio metro de altura, a Proficook é mais alta do que as concorrentes, que rondam entre 30 e 40 cm de altura. Se usar o acessório para cozinhar a vapor, precisará ainda de mais espaço. Anuncia também um maior intervalo de temperaturas que podem chegar aos 140 graus. Acelera ou facilita os cozinhados a vapor? Esta e outras respostas em breve no nosso comparador.


Imprimir Enviar por e-mail