Notícias

Quais as fritadeiras mais fiáveis?

Modelos elétricos a óleo e fritadeiras de ar: 88 mil consumidores revelam as marcas mais fiáveis e as principais avarias. As marcas mais populares não conquistam cinco estrelas na fiabilidade.

07 dezembro 2022 Exclusivo
Fritadeira branca a ar com batatas fritas aos palitos na gaveta

iStock

Em abril de 2022, fizemos um inquérito sobre pequenos eletrodomésticos aos subscritores das organizações de defesa do consumidor em Portugal, Espanha, Itália, Bélgica e França. Para obter resultados mais robustos, juntamos a amostra do estudo anterior. No total, recebemos mais de 88 mil respostas que permitem revelar as marcas mais fiáveis, com base nas avarias mais frequentes. Os consumidores dão especial destaque à fiabilidade do equipamento. Além de eficientes, poupados e ao menor preço possível, a DECO PROTESTE defende equipamentos duradouros, em defesa do ambiente. Urge combater a montanha de resíduos produzida anualmente por aparelhos que se tornam rapidamente obsoletos. Em 2019, foram recolhidas 32 mil toneladas só de resíduos elétricos e eletrónicos em Portugal.

Denuncie aparelhos que avariaram demasiado rápido

Ao revelar as principais falhas dos aparelhos, além de ajudar o consumidor a acertar nas escolhas, a DECO PROTESTE sensibiliza os fabricantes a construir produtos mais duráveis e fáceis de reparar.

Um terço dos inquiridos já usa fritadeiras elétricas

Na cozinha de um terço dos consumidores já brilha uma fritadeira elétrica. A maioria equipou-se com um modelo a óleo e apenas um terço optou pela fritadeira a ar. Os portugueses inquiridos não abusam dos fritos com este equipamento. Ainda assim, 44% usam o aparelho pelo menos uma a duas vezes por semana. Dois terços já têm uma fritadeira em casa há cinco anos. Nos lares nacionais, a Moulinex é a marca mais popular e presente de fritadeiras a óleo na amostra de inquiridos pela DECO PROTESTE. Já na categoria de fritadeiras de ar, a Tefal é a marca mais desejada.

Em matéria de avarias, os resultados não preocupam. O número de problemas reportados não tem a força do cenário que encontramos noutras categorias de pequenos eletrodomésticos, como aspiradores, ferros de engomar ou máquinas de café.

Entre as fritadeiras clássicas, problemas devido a salpicos ou derramamento de óleo (Becken), botões e comandos (Ariete), pega do cesto ou cuba (Jata e Taurus) e cabo elétrico de alimentação provocam as queixas mais frequentes na casa dos 5 por cento. Por sua vez, na categoria das fritadeiras de ar, o mecanismo rotativo (Delonghi e Moulinex), a tampa (Moulinex e Tefal) e a pega do cesto ou da cuba estão na base das avarias mais comuns.

Descubra as fritadeiras sem óleo e com óleo que vencem na fiabilidade

Tanto na família das fritadeiras elétricas a óleo, como nos modelos de ar quente, as marcas mais populares não conquistam a nota máxima. Espreite a classificação, com base na experiência dos inquiridos. Para não desperdiçar dinheiro, veja também o guia de compras.

FRITADEIRAS A ÓLEO
MARCA FIABILIDADE
Clatronic Avaliação: 5
Electronia Avaliação: 5
Orbegozo Avaliação: 5
Flama Avaliação: 5
Fagor Avaliação: 5
Solac Avaliação: 5
Philips Avaliação: 5
Silvercrest Avaliação: 5
Primo Avaliação: 5
Delonghi Avaliação: 5
Kunft Avaliação: 4
Electric Co Avaliação: 4
Selecline Avaliação: 4
Moulinex Avaliação: 4
Princess Avaliação: 4
Tefal Avaliação: 4
Jata Avaliação: 4
Ufesa Avaliação: 4
Severin Avaliação: 4
Taurus Avaliação: 4
Ariete Avaliação: 4
Tristar Avaliação: 4
Becken Avaliação: 4
FRITADEIRAS DE AR
MARCA FIABILIDADE
Tristar Avaliação: 5
Princess Avaliação: 5
Ariete Avaliação: 5
Philips Avaliação: 5
Becken Avaliação: 5
Tefal Avaliação: 4
Delonghi Avaliação: 4
Moulinex Avaliação: 4

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.