Notícias

Publicidade enganosa da Master Copper desencadeia processo contra a EHS

Após a nossa denúncia por publicidade enganosa, a Direção-Geral do Consumidor instaurou um processo contraordenacional contra a EHS, responsável pela frigideira Master Copper. Se ainda não pediu o reembolso, saiba como fazê-lo.

  • Dossiê técnico
  • Tito Rodrigues
  • Texto
  • Laís Castro
11 janeiro 2019
  • Dossiê técnico
  • Tito Rodrigues
  • Texto
  • Laís Castro
Master Copper

Os nossos testes à Master Copper desmentiram todas as promessas. A frigideira não é feita em cobre, mas em alumínio, com um revestimento antiaderente. Os alimentos colaram ao fundo e a frigideira apresentou-se difícil de lavar. Como estávamos perante um caso de publicidade enganosa, denunciámos o caso à Direção-Geral do Consumidor, que instaurou um processo contraordenacional contra a EHS, responsável pela comercialização da Master Copper.

A ação que abrimos para disponibilizar aos consumidores meios para pedirem o reembolso da frigideira está encerrada. Quem ainda não pediu a devolução do dinheiro, ainda pode fazê-lo. Contacte diretamente a EHS e solicite o direito de resolução dentro do prazo de garantia. Justifique com a não conformidade do produto face ao anunciado. Tem direito ao reembolso, desde que devolva o produto. Porém, não pode exigir o valor gasto com os portes de envio.

De acordo com o anúncio à Master Copper, a garantia desta frigideira é de apenas 6 meses. Mas o prazo de garantia de produtos destinados aos consumidores é de dois anos. Qualquer cláusula que reduza esse prazo é nula.

Porque é publicidade enganosa

Nos primeiros meses de 2018, recebemos queixas de consumidores sobre o desempenho da Master Copper. O anúncio televisivo prometia uma frigideira em cobre, que dispensava gordura para preparar os alimentos e que era muito fácil de lavar. Mas chegaram-nos relatos de ovos esturricados, peixe agarrado e frigideiras de molho em água quente para serem lavadas.

Para apurar o que estava em causa, testámos as alegações da publicidade da Master Copper em laboratório, juntamente com duas frigideiras antiaderentes que no último teste apresentaram desempenho elevado e preço mais reduzido (uma Silampos e outra IKEA).

O anúncio à Master Copper pode ser considerado publicidade enganosa perante a lei. Além de não ser feita em cobre, a promessa de que nada fica agarrado à frigideira é falsa. Replicámos as receitas do anúncio e constatámos que a omelete agarrou ao fundo, os ovos não deslizaram, o caramelo aderiu, o bolo de marshmallows ficou no tacho e sentimos muitas dificuldades em limpar a frigideira. Da mesma forma, confirmámos que a resistência mecânica (impactos e choques térmicos) não está de acordo com o anunciado. Veja os resultados completos no vídeo.



De acordo com a lei, os anúncios devem indicar informações corretas sobre as características dos produtos. As informações falsas que induzam ou possam induzir em erro são uma prática comercial desleal.

O Código da Publicidade também obriga ao respeito pelo princípio da veracidade. Desrespeitá-lo é uma contraordenação prevista e punível com coima e sanção acessória de interdição de exercício da atividade publicitária.

Imprimir Enviar por e-mail