Guia de compras

Fritadeiras elétricas: guia de compras

23 novembro 2020
Senhora junto a uma prateleira com fritadeiras elétricas, numa loja

Mais volumosa não significa que frite uma maior quantidade de alimentos de cada vez. Tal depende do tamanho do cesto e da capacidade máxima de óleo. Saiba como escolher uma fritadeira.

As fritadeiras elétricas preparam batatas douradas e estaladiças e são mais seguras do que as tradicionais fritadeiras usadas no fogão.

Equipamento útil na fritadeira

  • A maioria das fritadeiras permite arrumar o cabo de alimentação, tornando-as mais fáceis de guardar.
  • As mais volumosas não fritam necessariamente uma maior quantidade de alimentos de cada vez. Tal depende do tamanho do cesto e da capacidade máxima de óleo. Se prepara fritos só para uma ou duas pessoas, compensa optar por uma fritadeira com capacidade menor.
  • O reservatório do óleo é removível, o que facilita a limpeza.
  • Algumas fritadeiras têm um revestimento antiaderente. O óleo e os alimentos não aderem tanto às paredes da cuba. Cuidado para não danificar esta película ao limpar.
  • Vários modelos têm um interruptor separado para ligar e desligar. Esta solução é preferível a tê-lo integrado no termóstato. Nalgumas máquinas, quando o óleo atinge a temperatura ideal para fritar, a luz desliga-se, podendo criar a ilusão de que não estão a funcionar. Verifique o modo de funcionamento no manual.
  • O temporizador emite um aviso sonoro quando termina o tempo de fritura.
  • Prefira modelos com uma zona fria sob a resistência, onde os pequenos resíduos de alimentos fritos se depositam. Quando usar novamente a fritadeira, estas partículas não ficam em suspensão no óleo, nem se colam aos alimentos.
  • A maioria permite fritar com a tampa fechada e vem equipada com um filtro anticheiro, o que minimiza o odor desagradável a fritos.
  • As tampas com janela de vidro permitem controlar o estado da fritura sem abrir. Por vezes, ficam embaciadas com o vapor da fritura e acabam por não cumprir a função.
  • Também é útil subir e descer o cesto com a tampa fechada. Desta forma, pode mergulhar as batatas no óleo bem quente sem salpicos. Também reduz a quantidade de vapor quando levanta o cesto.

Fritadeiras a óleo ou a ar?

Uma fritadeira a óleo utiliza um banho de óleo a alta temperatura para fritar os alimentos. Nos modelos a ar, coloca-se uma colher de óleo num recipiente. O ar e o óleo sobreaquecido passam pelos alimentos e replicam o efeito de fritura que se obtém nos modelos convencionais.

As fritadeiras a ar têm a vantagem de usar menos óleo do que as tradicionais. São ainda mais práticas de usar, lavar e arrumar. Contudo, levam mais tempo a fritar do que os modelos a óleo, consumindo mais energia, e fritam a temperaturas elevadas, o que contribui para uma maior formação de acrilamida, face às fritadeiras convencionais. A acrilamida é uma substância potencialmente cancerígena que surge de modo natural em alguns alimentos quando são cozinhados a altas temperaturas.

A inimiga acrilamida

A acrilamida forma-se de modo natural nos alimentos ricos em açúcares redutores (frutose e glucose) e um aminoácido, a asparagina, presente, por exemplo, nas batatas, quando sujeitos a temperaturas elevadas, como acontece nos fritos, grelhados e assados. Por provocar cancro em animais e ser um risco para o Homem, foi classificada como potencialmente cancerígena pela Agência Internacional para a Pesquisa do Cancro. No caso das batatas fritas, existem vários fatores que podem influenciar a formação de acrilamida, como a variedade, a temperatura a que são conservadas e até a forma como são descascadas.

Para minimizar a formação de acrilamida, tenha alguns cuidados.

  • Selecione variedades de batatas adequadas para fritura (com baixo teor de açúcares redutores). Consulte os rótulos das batatas pré-embaladas.
  • Conserve-as corretamente. As batatas devem ser guardadas a uma temperatura acima dos 6ºC. Quanto mais baixa for a temperatura de armazenamento, maior a quantidade de açúcares redutores que se forma.
  • Evite que as batatas armazenadas germinem (que “grelem”). Para isso, guarde-as num local escuro: na despensa, por exemplo.
  • Descasque a batata corretamente: algumas tendem a apresentar maior concentração de açúcares redutores junto à casca.
  • A espessura dos palitos influencia a formação de acrilamida nas batatas fritas: palitos mais espessos contêm menores níveis desta substância do que palitos mais esguios.
  • Antes de fritar, e depois de cortadas, passe as batatas por água quente. Esta operação permite uma remoção significativa dos níveis de açúcares presentes nas batatas.
  • Seque-as bem antes de as fritar, envolvendo-as num pano.

A arte de bem fritar

O óleo deve estar entre 160 e 185°C. Uma temperatura mais baixa aumenta a absorção de gordura. O mesmo acontece se colocar muitos alimentos a fritar: encha o cesto da fritadeira até meio.

Frite os alimentos até ficarem com um tom dourado. Evite deixá-los demasiado tempo: se tiverem um tom acastanhado significa que estão queimados. 

Depois dos alimentos fritos, agite o cesto, para remover o excesso de óleo e coloque-os num recipiente com papel absorvente. Não deixe o cesto cheio por cima do óleo quente.

Mude o óleo se estiver escuro, apresentar espuma ou um odor estranho ou fumegar com facilidade. Se fritar pouco, troque-o a cada 12 utilizações ou ao fim de três meses. Prefira óleo de amendoim, girassol ou azeite: são mais resistentes às altas temperaturas.

Coloque o óleo usado num ponto de recolha seletiva. Há contentores específicos na via pública, grandes superfícies comerciais, supermercados, restaurantes, escolas e juntas de freguesia. Depois de frio, deite o óleo numa garrafa ou garrafão de plástico utilizando um funil. Consoante o contentor que encontrar, deposite o recipiente ou despeje o óleo e deixe depois a garrafa no ecoponto amarelo. Se não houver um contentor na zona onde mora ou faz as compras, deixe no lixo indiferenciado.

 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós