Dicas

Reparações: dicas para evitar problemas

28 outubro 2013

28 outubro 2013

Se o seu computador, micro-ondas ou televisor avariou, conheça os seus direitos para evitar conflitos relacionados com reparações.

Todos os bens móveis têm uma garantia mínima de 2 anos, a partir da data de entrega. Se detetar algum defeito ou avaria num aparelho durante esse período, contacte o vendedor e apresente o comprovativo da compra ou o certificado de garantia carimbado.

Caso o problema não resulte de mau uso ou do desgaste natural das peças, tem direito a que seja resolvido sem custos por reparação ou substituição. A redução adequada do preço ou a devolução do valor pago também são opções. A escolha é do consumidor, desde que o pretendido seja viável e não possa ser considerado um abuso de direito.

Quando avança com a reparação, esta tem ficar concluída até 30 dias e não podem cobrar-lhe despesas de deslocações, mão-de-obra, peças ou outras.

Fora da garantia, só com orçamento
Procure um serviço de reparações que conheça ou do qual tenha boas referências. Descreva a situação com rigor e peça um orçamento escrito e detalhado antes de avançar. Se lhe parecer caro ou suscitar dúvidas, pesquise outros orçamentos e compare-os. Como é uma prestação de serviços, podem cobrar-lhe pela realização do orçamento. Informe-se antes sobre as condições.

Avise o reparador escolhido de que qualquer trabalho ou substituição de material não prevista no orçamento só pode ser feita com o seu acordo prévio. Caso avancem com alguma intervenção que não tenha o seu consentimento expresso, não podem cobrar-lha.

Informe que deseja receber as peças substituídas (se for o caso). Mesmo não sendo garantia de que houve substituição, mostra que é um cliente atento. Depois de as ver, se não fizer questão de ficar com elas, deixe-as no estabelecimento para que tenham um tratamento adequado.

O reparador deve fornecer-lhe um comprovativo de depósito. Exija-o e verifique se contém a identificação do reparador, do aparelho e dos acessórios e a data de entrega. Enquanto o aparelho estiver à sua guarda, o serviço é responsável por ele.

Fatura discriminada para reclamar
Quando levantar o aparelho reparado, verifique na presença do técnico se existe algum problema. Se houver, não pague até que o defeito seja corrigido. Se for conveniente, pode aceitar a reparação sob reserva e tem um ano para exigir a eliminação dos defeitos.

Confira se a descrição que consta da fatura corresponde ao serviço. Se for muito sumária ou tiver erros e omissões, exija uma fatura correta e discriminada, que identifique os componentes trocados. Após a entrega do bem reparado, tem 2 anos de garantia para eliminar eventuais defeitos sem custos. As peças substituídas devido a avaria também beneficiam de uma garantia de dois anos. Nos dois casos, a fatura é fundamental para provar datas e trabalhos realizados.


Imprimir Enviar por e-mail