Guia de compras

Aspiradores robô: guia de compras

16 maio 2016
Como comprar aspiradores robô

16 maio 2016
A ideia de deixar a limpeza do lar a cargo de um destes pequenos aparelhos inteligentes já não é ficção científica.

Os aspiradores robôs estão na moda. A ideia de deixar a limpeza do lar a cargo de um destes pequenos artefactos inteligentes já não é ficção científica. Porém, os aspiradores robôs têm ainda de evoluir muito. São cómodos, mas também caros e a limpeza, para a maioria, ainda é muito menos eficaz do que a de um aspirador tradicional.

Esta geração de aspiradores robôs obtém um desempenho ligeiramente melhor do que a anterior, que levámos ao laboratório em 2014. Para ter um aparelho com qualidade razoável tem de gastar, no mínimo, cerca de € 300, podendo ascender aos € 900, conforme o modelo. 

Como funcionam?

Para detetar um obstáculo, dispõem de sensores, para evitar os choques com pernas de mesas e cadeiras ou para que não caiam pelas escadas. 

Removem o pó com uma escova rotativa sobre um eixo horizontal. Também pode contar com pequenas escovas laterais que ajudam a remover a sujidade junto a cantos ou a rodapés.  

A sujidade acumula-se num depósito dentro do aparelho. Além disso, têm um filtro dentro do depósito.

Cada robô dispõe de programas de limpeza, que poderá escolher em função das suas necessidades e horários.

A recarga destes aparelhos realiza-se numa estação de carregamento (dock station) ou com um carregador que se liga diretamente ao robô. 

Vantagens

  • São autónomos e podem aspirar, no melhor cenário, algumas horas sem necessitar de recarga.
  • Por serem pequenos, guardam-se em qualquer lugar.
  • Úteis para pessoas com mobilidade reduzida ou que vivem numa casa grande.
  • Funcionam bem em chão duro.

Desvantagens

  • Potência de sucção ainda muito baixa.
  • Não aspiram bem tapetes e carpetes.
  • Não conseguem retirar sujidades das fendas
  • Não aspiram bem cantos.
  • Depósito de pó demasiado reduzido.
  • São caros: custam entre 300 e 900 euros.

Está a pensar comprar um?

Pense duas vezes: estes aspiradores têm de melhorar muito, já que são muito menos eficazes do que os tradicionais e ainda são bastante caros. Se, mesmo assim, quiser comprar um destes “bichos inteligentes”, veja as nossas recomendações.