Dicas

Aspiradores: conheça o mais indicado para si

6 abril 2015
Aspiradores: conheça o mais indicado para si

Clássicos, verticais e robôs: o mundo dos aspiradores diversifica-se. Recentemente, os primeiros passaram a estar obrigados a respeitar padrões de consumo energético e eficácia de limpeza. O nosso guia ajuda a escolher.

Início

Aspirador clássico, vertical ou robô?

Descubra o mais apropriado para a sua casa.

Começar
Tem animais com pelo em casa?
  • Sim

    Tenho cão ou gato.

  • Não

    Isso não é problema na minha casa.

Qual o tipo de superfície mais frequente em sua casa?
Gostaria que o aspirador fizesse o trabalho por si?
  • Sim

    O ideal seria libertar-me dessa tarefa, mesmo que o resultado final não seja perfeito.

  • Não

    Prefiro uma limpeza profunda e em todas as divisões, nem que perca algum tempo a aspirar.

Um aspirador vertical
é o mais indicado para si

Na limpeza dos pelos de animais em tapetes, os aspiradores verticais obtêm resultados melhores do que os clássicos, porque incluem uma escova elétrica muito eficaz. Alguns funcionam também como aspirador portátil. Mas, nos modelos sem fio, a bateria pode durar pouco e demorar algumas horas a recarregar. Além disso, raramente chegam aos cantos mais difíceis da casa.

Limpeza dos pelos
Autonomia e raio de ação

Um robô
é o mais indicado para si

Com um aspirador robô, consegue resultados razoáveis sem perder o seu precioso tempo. Certos modelos permitem programar quando começa a limpeza e que divisões são aspiradas primeiro. Mas alguns demoram mais de 3 horas a carregar, para sobreviverem apenas 1 hora a limpar. Além disso, são caros e fracos a aspirar os tapetes e os cantos. Para limpezas rápidas, são um bom complemento. No entanto, não dispensam um aspirador clássico ou vertical.

Funciona sozinho
Bateria e grau de limpeza

Um aspirador clássico
é o mais indicado para si

Agora, na União Europeia, apenas são permitidos os aspiradores com desempenhos mínimos de consumo energético (1600 Watts), limpeza e ruído. Têm mais qualidade de design e de construção, por exemplo, nas junções entre os tubos e as escovas. Assim, reduz-se a perda de potência e aumenta-se a eficácia de sucção. Os aspiradores com potência elevada estão em final de stock, embora alguns ainda possam ser encontrados no mercado. Não são sinónimo de excelência, mas sim de uma fatura de eletricidade mais pesada.

Desempenho energético
Escova universal

Tenha atenção que alguns modelos não têm escova universal. Nesses casos, o aspirador só limpa um tipo de pavimento (piso duro ou tapetes).

Desde setembro deste ano, os novos aspiradores devem ter a etiqueta energética. Ou seja, têm de respeitar uma potência máxima de 1600 watts e mínimos de eficácia ao nível da limpeza e do consumo de energia (máximo de 62 kWh). Compare preços e características destes novos modelos no nosso teste a aspiradores.

Talvez ainda encontre alguns aparelhos sem etiqueta nas lojas, mas estão em fim de stock, pois os fabricantes já não os podem produzir. Mesmo que estejam à venda por um preço mais em conta, lembre-se de que os euros poupados serão gastos, a médio prazo, na fatura da eletricidade. 

Um aspirador novo com 1600 watts consome menos energia do que um tradicional com 2200 watts, podendo conseguir resultados iguais (ou até melhores) na limpeza. A velha noção transmitida por muitos fabricantes de que quanto maior a potência, maior a eficácia, sempre foi um mito. Há muitas perdas de eficiência, desde o motor até à escova de aspiração. As fugas junto às junções dos tubos e nos elementos da escova acabam por diminuir a potência de sucção.


X
X