Como testamos

Aspiradores com etiqueta energética: como testamos

03 julho 2017
Como testamos aspiradores

03 julho 2017
Submetemos os aspiradores a todo o tipo de provas. Veja aqui quais.
Submetemos os aspiradores a todo o tipo de provas. Começamos por verificar a trajetória da escova, ou seja, se a largura de aspiração corresponde, ou mesmo se é superior, à largura da própria escova. 

Veja o vídeo do teste em laboratório.

Analisámos a eficácia a remover poeiras em pavimentos duros. Para isso, recorremos a um pavimento cerâmico com alguma rugosidade. Verificamos a quantidade de sujidade que os aspiradores conseguem retirar das fendas de madeira. Este ensaio aplica-se às frestas existentes em muitos soalhos de madeira, bem como a outras junções ou pequenos espaços dos pavimentos.

Os aparelhos aspiraram ainda poeiras e fibras em tapetes sintéticos, simulando os pelos de animais e os cabelos humanos.

Testamos se a escova chega em profundidade aos cantos e rodapés ou se é preciso retirá-la e aspirar essas zonas com o tubo ou o bocal.

Outro aspeto estudado é se o desempenho do aspirador diminui à medida que o saco ou o depósito se enche. Isso não acontece na maioria dos casos. Os resultados menos bons ou negativos verificam-se nos modelos com depósito. Se notar uma diminuição de eficácia, esvazie e limpe o reservatório.

Peso dos critérios do teste na avaliação

Eficácia da aspiração

Facilidade de utilização

Fiabilidade

Desempenho ambiental

Ruído

Remissão de poeiras


Imprimir Enviar por e-mail