Notícias

Seguro dentário ou seguro de saúde com estomatologia?

Início

Seguro de saúde é uma coisa, seguro dentário é outra, e plano de saúde dentária ainda é outra diferente. Nem todos funcionam com plafond e alguns só dão acesso a redes convencionadas. Conheça as diferenças e descubra qual responde melhor à sua necessidade.

10 maio 2022
seguros dentarios

iStock

Incluir a cobertura de estomatologia no seguro de saúde é a opção tomada por muitos portugueses que procuram estender à cadeira do dentista a comparticipação de cuidados clínicos que a apólice prevê para hospitalização, consultas e exames. No entanto, é o suficiente para encarecer o prémio da apólice de forma muito significativa.

Além disso, por ser uma cobertura adicional, a estomatologia tem os seus próprios capitais e franquias. Ou seja, mesmo que já tenha pago a franquia referente à cobertura de ambulatório, que dá acesso a consultas de especialidade e exames, terá de pagar nova franquia da primeira vez que acionar a cobertura de estomatologia em cada anuidade.

Quanto ao capital, os plafonds dos seguros de saúde são habitualmente pouco robustos, situando-se, em regra, entre os 500 e os 1000 euros. Para quem prevê despesas avultadas com implantes ou aparelhos de correção, não será fácil chegar ao fim do ano sem esgotar este capital disponível, acabando por ter de pagar sozinho as restantes faturas.

Em regra, os seguros trabalham com redes convencionadas, que permitem aos seus beneficiários usufruir de uma comparticipação nos tratamentos em clínicas dentárias com as quais a seguradora negociou acordos. A cargo do segurado fica apenas um copagamento, correspondente a uma parte da despesa total.

Se o seguro contemplar também o regime de reembolso, o beneficiário pode frequentar qualquer outra clínica, que não integra a lista de prestadores convencionados, e pagar a despesa na totalidade, remetendo, posteriormente, a fatura para a seguradora, que o reembolsa na percentagem prevista na apólice.

Planos e seguros dentários: que vantagens?

Os seguros e planos dentários foram desenhados especificamente para facilitar o acesso dos consumidores a serviços de estomatologia e podem comprar-se avulso, mesmo por quem não tem qualquer seguro de saúde.

Os planos e seguros dentários não são mais do que cartões de descontos, que foram negociados previamente numa rede de clínicas dentárias convencionadas. Os descontos variam consoante o ato médico e, em princípio, estão descritos numa tabela de descontos publicada anualmente pela entidade que comercializa o plano ou seguro.

Não há plafonds disponíveis nos planos de saúde, nem nos seguros dentários, o que pode constituir uma desvantagem face aos seguros de saúde. No entanto, também não há qualquer limite de utilização destes produtos. Os descontos são concedidos em todas as utilizações do cartão, cabendo sempre ao beneficiário suportar a parte restante da despesa. Em regra, essa parte da despesa é superior aos copagamentos que teria de liquidar se tivesse a cobertura de estomatologia num seguro de saúde, mas o prémio da apólice também seria superior ao custo do cartão.

Não há períodos de carência nos seguros dentários e nos planos de saúde dentária. Qualquer consumidor pode contratar um destes produtos e começar a usufruir de imediato dos descontos previstos. Também não há limites de idade para comprar estes cartões, nem para usufruir dos descontos, como acontece na generalidade dos seguros de saúde, que impõem restrições na idade de acesso à apólice.

Para quem tem seguro de saúde com cobertura de estomatologia, os planos e seguros dentários podem funcionar também como complemento, em caso de esgotamento do plafond no decurso da anuidade.

Os planos e seguros dentários não permitem usufruir dos benefícios em clínicas com as quais não tenham sido negociados acordos de convénio. O regime de reembolso existe apenas nos seguros de saúde.

Diferenças entre seguros dentários e planos de saúde dentária

Os preços são similares, a duração anual dos contratos também, e até o funcionamento do regime de descontos em cartão não apresenta qualquer diferença, mas seguros dentários e planos de saúde dentária não são exatamente a mesma coisa.

A principal diferença é visível no momento em que decidir desvincular-se do contrato celebrado com a entidade que comercializou o cartão de descontos. Para pôr fim a um seguro dentário, basta ignorar o respetivo aviso de cobrança. A apólice é automaticamente anulada por falta de pagamento e a sua relação com a seguradora é terminada em definitivo. Já se tiver um plano dentário, a intenção de não o renovar tem de ser comunicada por escrito, com a antecedência mínima de 30 dias face à data da renovação. Se não o fizer em tempo útil, o contrato é renovado por mais um ano. E, ainda que tenha recusado o pagamento ou até mesmo cancelado a autorização de débito em conta, o seu vínculo à empresa comercializadora do cartão mantém-se, acumulando dívidas sucessivas, mês após mês.

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.