Notícias

Seguros de capitalização: promessa de taxas gordas

24 abril 2014 Arquivado

24 abril 2014 Arquivado

A publicidade dos seguros de rendimento certo destaca taxas de juro altas, mas serão mesmo interessantes?

Com a descida das taxas de juro dos depósitos e do rendimento dos títulos de dívida pública, pouco resta a quem pretenda produtos de baixo risco para o longo prazo. Os seguros de capitalização com capital garantido e rendimento fixo, geralmente em subscrição durante um período limitado, são cada vez mais sugeridos como alternativa de poupança para este perfil. Têm uma vantagem clara: menor taxa de imposto.

Durante este mês de abril, os aforradores podem aplicar as suas poupanças no Rendimento Mais da Mafre. Outro exemplo recente é o Postal Valor Crescente V, da seguradora Fidelidade mas comercializado pelos CTT. Ambos apresentam números que o podem cativar: um de taxa crescente até 5% e outro com rendimento fixo acumulado de 25%.

Os seguros Postal Valor Crescente são produtos muito populares e vendidos como alternativa aos Certificados de Aforro e aos Certificados do Tesouro. A subscrição é feita através de entrega única com um montante mínimo de 500 euros. Não tem comissão de subscrição nem de gestão. No vencimento, ao fim de oito anos e um dia, o rendimento anual líquido é de 2,9%.

Tal como o Postal Valor Crescente V, o Rendimento Mais tem um prazo de 8 anos e 1 dia e uma aplicação mínima de 500 euros. A desvantagem dos seguros de capitalização é, em geral, a multiplicidade de comissões e o rendimento baixo. Neste produto existe a comissão de subscrição de 1,91%, a comissão de mediação de 0,8% sobre o prémio e a comissão de gestão de 1,1%. Assim, logo à entrada, por cada 100 euros que entregue são retirados 2,71 euros.

As taxas anuais nominais brutas são de 3% ou 3,4%, gerando um rendimento bruto acumulado de 25%, como anunciado na publicidade. Em termos de taxa anual efetiva líquida, supondo que mantém pelos 8 anos e 1 dia, é de 2,5%. Se resgatar nos primeiros 2 anos não tem qualquer rendimento e como, entretanto, já pagou comissões de subscrição, mediação e gestão, recebe menos do que aplicou. Consulte a análise completa no portal PROTESTE INVESTE.