Notícias

Rentabilizar o reembolso do IRS em 4 formas

O reembolso do IRS é uma oportunidade para começar uma poupança ou reforçá-la, caso já tenha uma. Se consegue pôr esse dinheiro de parte, saiba como rentabilizá-lo.

20 abril 2018
Rentabilizar o reembolso do IRS em 4 formas

iStock

Receber o reembolso do IRS é uma lufada de ar fresco para a maioria das pessoas. O dinheiro extra pode ajudar a pagar algumas dívidas, reservar férias, dar como entrada num carro, entre outras situações que ficam adiadas quando o cinto está apertado. 

Mas, se tem as contas em ordem, porque não aproveitar para começar uma poupança? Ou para reforçá-la, caso já tenha um pé-de-meia? A PROTESTE INVESTE identificou 4 formas de investir o reembolso do IRS.

Uma solução passa por aproveitar os depósitos promocionais oferecidos por alguns bancos pequenos ou online a novos clientes ou novos montantes. São depósitos a curto prazo que oferecem as melhores taxas do mercado, pois negoceiam acima da taxa de inflação prevista para este ano (1,2 por cento), enquanto a maioria dos bancos garante taxas abaixo desse valor. 

A sugestão dos nossos especialistas é ser novo cliente de um desses bancos para aproveitar o depósito especial. Quando este terminar, pode abrir conta noutro banco com uma oferta semelhante, e assim sucessivamente. Algumas das entidades bancárias que oferecem estas vantagens são o Banco Best, Banco Big, Banco Carregosa e Banco Invest. As contas não têm custos de manutenção e o prazo mais comum é para depósitos promocionais de 3 meses.

Se está em idade adulta e não tem um PPR, o melhor é pensar seriamente no assunto, pois as reformas tendem a diminuir. Quanto mais cedo começar, mais liberdade terá para escolher produtos com maior potencial de rendimento e maior será o valor acumulado.

Quem está a mais de 10 anos da idade de reforma pode escolher um PPR com investimento em ações e sem garantia de capital. A nossa Escolha Acertada é o Alves Ribeiro PPR: ganhou 10,5% em 2017 e rentabilizou 10% ao ano, em média, nos últimos 5 anos. Embora não tenha capital garantido, a longo prazo, o potencial de rendimento é superior. Caso esteja a 10 anos ou menos da idade de reforma, o melhor é escolher um PPR sob a forma de seguro com capital garantido. A nossa recomendação é o Lusitânia Poupança-Reforma PPR, que assegura um rendimento mínimo de 1,5% em 2018.

Investir em seguros de capitalização com entregas regulares - por exemplo, desde € 50 - ou criar uma carteira de fundos a partir de € 10 são outras duas soluções rentáveis. Saiba a quem os nossos especialistas recomendam estas opções para aplicar o reembolso do IRS.