Alertas

Libertàgià na mira das autoridades espanholas

12 agosto 2015 Arquivado
proteste investe

12 agosto 2015 Arquivado

A PROTESTE INVESTE já tinha alertado sobre possível esquema piramidal.

Em Espanha, as autoridades avançaram sobre Libertàgià, uma empresa que supostamente atuaria na área dos serviços cloud e publicidade online, que já tinha sido alvo de uma análise da PROTESTE INVESTE. As promessas de dinheiro fácil levantaram-nos muitas dúvidas e aconselhámos cautela aos investidores.

A face visível da Libertàgià era um português, Rui Salvador, já anteriormente envolvido na promoção de outros esquemas nas redes sociais, incluindo a Banners Broker sobre a qual emitimos igualmente um alerta.

Definimos cinco sinais de alerta que indiciam um possível esquema em pirâmide, e praticamente todos eram visíveis no caso da Libertàgià: os participantes recebiam dinheiro sem grande esforço (apenas por visualizar alguns sites diariamente), mas o rendimento elevado vinha do recrutamento de participantes. A informação não era clara: era possível entrar gratuitamente na Libertàgià, mas os rendimentos potenciais eram muito inferiores aos dos membros pagantes, e havia um custo mensal a pagar. Também a manipulação emocional estava presente, apresentando-se os proponentes, nos vídeos do Youtube e nas redes sociais, como benfeitores que partilhavam os lucros da empresa, com produtos “inovadores” que iriam mudar o mundo...

Os tribunais determinarão se se trata efetivamente de uma fraude, mas para os lesados já será tarde demais para evitar perdas. Infelizmente, é muito mais fácil prevenir que remediar. Se lhe propuserem um investimento que lhe parece bom demais para ser verdade, quer seja o seu banco ou simplesmente um amigo com uma oportunidade “imperdível”, não avance de olhos fechados e peça uma Avaliação a Pedido (serviço exclusivo para subscritores da Proteste Investe).


Imprimir Enviar por e-mail