Notícias

Futebol: 12 respostas sobre os negócios da bola

Eu e o meu clube

Vale a pena comprar ações do meu clube?
Depende. Se está a comprar por amor à camisola, e o dinheiro em causa não faz falta, vá em frente. Mas se deixar de parte as razões do coração e pensar como um investidor, é algo que desaconselhamos. Desde logo, porque os clubes deram ganhos escassos. Nos últimos 10 anos, o balanço em bolsa é francamente negativo, com as ações das SAD do Sporting e FC Porto a perderem mais de metade do seu valor, e o Benfica a reter pouco mais de metade do valor.

Estas perdas excedem claramente as do índice da Bolsa nacional, o PSI-20, mesmo tendo este sofrido uma perda pesada (-34,3%) no mesmo período.

Além da volatilidade das cotações, as ações das SAD têm pouca liquidez, negoceiam pouco em bolsa.

Do ponto de vista financeiro, as SAD dão prejuízo de forma frequente e estão desequilibradas financeiramente. Dividendos são uma autêntica miragem. Como vimos antes, se a sustentabilidade financeira e os resultados desportivos estiverem em disputa, regra geral é a primeira a que será sacrificada. Conclusão: o melhor mesmo é não misturar as paixões clubísticas com os investimentos.
Fazer donativos ao meu clube traz vantagens fiscais?
Os clubes de futebol, ao contrário das SAD, são pessoas coletivas de direito privado e utilidade pública, que se dedicam à prática e desenvolvimento de modalidades desportivas. Por isso, os donativos feitos são parcialmente dedutíveis no IRS (25%), com a majoração de 20% aplicada às entidades que se dedicam ao mecenato desportivo.
Mas há a hipótese de dirigir o donativo às fundações ligadas aos emblemas dos “grandes”, como a Fundação Sporting ou a Fundação Benfica. São entidades distintas dos clubes, consideradas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), e constavam da lista (2016) de entidades autorizadas a beneficiar da consignação de imposto em sede de IRS. Quer isto dizer que, além da possibilidade de deduzir ao IRS parte dos donativos, o contribuinte pode decidir, ao entregar a declaração Modelo 3, que parte do imposto devido ao Estado (0,5%, concretamente) seja entregue a uma destas entidades.
A camisola assinada pelo Ronaldo é um bom investimento?
Depende muito de como obteve a t-shirt. Consegue provar que o artigo foi de facto assinado pelo Cristiano Ronaldo? Pesquisando em sites como o OLX, encontra vendedores a pedir até 300 euros por t-shirts alegadamente assinadas pelo craque.
No entanto, do ponto de vista de investimento, um comprador avisado deverá ser cético em relação a este tipo de artigo comprado a vendedores anónimos na internet. Sem algo que garanta a legitimidade do artigo, o seu valor de revenda será sempre limitado (ou pode mesmo estar a gastar dinheiro numa falsificação). Pesquisando em sites dedicados à venda de memorabilia desportiva, que oferecem uma garantia de autenticidade, os valores podem ser muito mais elevados. Encontrámos t-shirts assinadas porCR7 desde 350 a quase 1000 euros.