Notícias

Contas para crianças: juros pequeninos

19 dezembro 2012 Arquivado

19 dezembro 2012 Arquivado

Os euros deixados no sapatinho de Natal dos petizes não devem ser aplicados nas contas para crianças. Os rendimentos são mini.

Se ninguém duvida que é necessário ensinar os mais novos a poupar, também é certo que é importante escolher bem as aplicações nas quais se colocam as poupanças das crianças.

Pelo Natal, são frequentes as ofertas em dinheiro à pequenada, ainda que este não seja o presente mais apreciado. As contas que os bancos oferecem deixam muito a desejar a nível de rendimento, muitas delas nem dão sequer para compensar a inflação, que se espera de 0,9% em 2013, segundo o Banco de Portugal.

Alguns bancos oferecem brindes para cativar a pequenada: o Banco Popular oferece um esquema de pontos para aceder a jogos e consolas, o Banif presenteia com um voucher para visitar o Jardim Zoológico de Lisboa e o Banco Espírito Santo dá um mealheiro. Todavia, muitas vezes, a generosidade bancária não passa além dos brindes para os mais novos.

Não vá na conversa: as várias propostas de contas para os mais novos não vão além dum rendimento anual líquido de 2,3% para o primeiro ano. É por isso que estas contas são um mau presente de Natal. Consulte a análise completa no portal PROTESTE INVESTE.