Notícias

Certificados do Tesouro: solução para o longo prazo

06 julho 2015
proteste investe

06 julho 2015

Se o que pretende é um produto de capital garantido, baixo risco e rendimento fixo para aplicar as suas poupanças a longo prazo, os Certificados do Tesouro Poupança Mais são a solução.

À semelhança dos Certificados de Aforro, os Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM) são aplicações de poupança criadas pelo Estado e destinadas aos particulares, para financiar a dívida pública. Subscrevem-se nos Correios e o montante mínimo é de 1000 euros. Têm uma duração de 5 anos e pagam juros anuais. Não apresentam quaisquer custos. Pela negativa, não permitem reforços. Cada entrega corresponde a uma nova subscrição, o que é uma desvantagem para quem pretenda fazer entregas de pequeno montante.

A taxa de juro é crescente a cada ano: começa com 1,25% bruta, no segundo ano é 1,75%, no terceiro é 2,25% e no quarto corresponde a 2,75%; no quinto (e último) ano é remunerado a 3,25%. Assim, em termos líquidos, recebe 0,9%, 1,3%, 1,6%, 2% e 2,3%, do primeiro ao quinto ano.

Se aplicar apenas durante um ano, a TAEL é apenas de 0,9%. Apenas se investir por quatro anos, consegue igualar a taxa de juro atual dos melhores depósitos a um ano (1,4%). Se conseguir manter os CTPM pelo período total (5 anos) consegue um rendimento efetivo líquido de 1,6%, no mínimo. Isto porque, no quarto e quinto anos poderá ainda ocorrer um bónus de acordo com a taxa de inflação. Se as previsões do FMI para o crescimento do PIB se verificarem, os CTPM podem render cerca de 2% líquidos.

Consulte a análise completa no portal PROTESTE INVESTE.