Notícias

Certificados do Tesouro: risco não aumentou com a saída da troika

29 maio 2014 Arquivado

29 maio 2014 Arquivado

Uma das nossas recomendações de investimento tem sido os Certificados do Tesouro Poupança Mais. Com a saída da troika, nada indica que o risco de incumprimento do Estado português seja superior.

Não podemos esquecer que o Estado português continuará sob atenta vigilância das autoridades internacionais. Além disso, se a situação se tivesse deteriorado, a saída da troika poderia ter resultado num segundo pedido de resgate, que não foi necessário.

Temos antes observado sinais que indicam uma tendência para a normalização na forma como a dívida pública é avaliada pelos mercados e a consequente descida do nível das nossas taxas de juro.

Os Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM) apresentam taxas fixas definidas pela Estado, variando entre 2,75 e 5% brutas. Como não tem havido alterações nesses valores, apesar do rendimento das Obrigações do Tesouro ter diminuído, os CTPM têm-se tornado na aplicação de capital garantido e de baixo risco mais interessante para investir por prazos entre três a cinco anos.

Por isso, continuamos a recomendar que aproveite estas taxas, pois o Estado poderá vir a reduzir a remuneração em breve.

Consulte a análise completa no portal PROTESTE INVESTE.