Notícias

Certificados de aforro reconquistam portugueses

Há nove meses que as subscrições de Certificados de Aforro aumentam. A falta de alternativa de poupanças explica o crescimento.

11 setembro 2019
Certificados de aforro séries A e B rendem 2% líquidos

iStock

Depois de muitos meses em queda, desde outubro de 2018 que as subscrições de Certificados de Aforro têm vindo a aumentar. Este crescimento está relacionado com a falta de alternativas de poupança.

Por exemplo, um depósito a 12 meses rende, em média, 0,1% líquidos. O melhor depósito para este prazo rende um pouco mais, mas não vai além dos 0,8% líquidos (Invest Choice Novos Montantes do Banco Invest).

O rendimento dos Certificados de Aforro (0,4% líquido - série E) é superior à média de um depósito a 12 meses (0,1% líquido), o que pode explicar o aumento do montante aplicado neste produto de dívida pública. Em julho deste ano estavam aplicados quase 12 mil milhões de euros em Certificados de Aforro.

Os Certificados de Aforro são aconselhados a quem quer ter elevada liquidez e baixo risco, pois são garantidos pelo Estado. Como o rendimento varia em função da Euribor, se esta começar a subir, o rendimento dos Certificados também sobe.

Saiba tudo sobre Certificados de Aforro e consulte o rendimento de todas as séries deste produto de dívida pública no portal financeiro PROTESTE INVESTE.