Notícias

Saiba como otimizar impostos nas nossas sessões de formação à distância

03 novembro 2015 Arquivado

03 novembro 2015 Arquivado

Entregar o IRS de 2015 vai ser diferente. Por exemplo, por regra, os casados passam a declarar os rendimentos em separado. Para tirar dúvidas e dar dicas de otimização fiscal, a PROTESTE INVESTE preparou 4 sessões de esclarecimento à distância, a 10 e 11 de novembro, às 11h e às 15 horas.

Em 2015, as regras do IRS sofrem profundas alterações, que mudam a forma como os contribuintes preencherão a declaração de IRS em 2016. Para saber como otimizar os impostos e responder às principais questões, os nossos especialistas realizam 4 sessões de esclarecimento à distância, inseridas na campanha "Construa a sua formação". Realizam-se a 10 e 11 de novembro, às 11h e às 15 horas. As inscrições estão abertas a todos os interessados no site da PROTESTE INVESTE. O número de vagas é limitado.

As mudanças refletem-se em várias áreas. Por exemplo, a nova categoria de despesas gerais familiares permite a cada contribuinte deduzir, no máximo, 250 euros. Os casais que optem pela tributação conjunta podem deduzir até 500 euros. Só serão consideradas as despesas gerais, de saúde, educação e habitação registadas no portal e-fatura. 

Os casados poderão entregar a declaração em separado, caso lhes seja mais favorável em termos fiscais. A tributação separada é agora a regra. Para entregar em conjunto, os casais devem indicá-lo quando preencherem a declaração. Esta opção também é válida para quem vive em união de facto. 

Outra alteração diz respeito ao número de dependentes, que influencia a taxa de IRS a aplicar ao rendimento, o quociente familiar. É possível reduzir o montante de imposto a suportar, se conhecer as regras de aplicação desse quociente.

No mundo laboral, os trabalhadores independentes em regime simplificado podem beneficiar de uma dedução superior se escolherem que os seus rendimentos sejam tributados de acordo com as regras da categoria A.

Os titulares de rendimentos prediais também têm possibilidades de otimizar os seus impostos. Por exemplo, podem tributar o rendimento à taxa de 28% ou proceder ao seu englobamento. Além disso, algumas despesas com o imóvel arrendado podem ser deduzidas aos rendimentos prediais.