Notícias

IRS Sem Custo: a nossa aplicação ajuda

22 abril 2015

22 abril 2015

A nossa aplicação ajuda a preencher a declaração de forma rápida e simples. Basta responder a algumas questões.

Se ainda não entregou a sua declaração, inscreva-se em IRS Sem Custo.

A aplicação, que desenvolvemos em parceria com o grupo “O Informador Fiscal”, é gratuita e está disponível para todos os consumidores. Mais de 121 mil pessoas já se inscreveram e mais de metade - cerca de 73 mil - ativaram a aplicação, passo essencial para utilizarem-na.

Aplicação é simples e rápida a preencher o IRS

Após o registo, receberá um e-mail para aceder ao ficheiro de instalação e ao seu código de ativação. Depois de instalar, pode começar logo a simular. Após a entrega, pode acompanhar o estado do seu IRS através dos nossos alertas por SMS ou e-mail.

Simplificámos as etapas de preenchimento. O nosso objetivo é que possa cumprir a sua obrigação o mais rapidamente possível. Fazemos algumas perguntas claras e simples, como “É casado ou unido de facto?” ou “tem filhos a viver consigo?”, ao contrário do modelo usado pelo Portal das Finanças, em que tem de saber que impressos precisa de preencher.

Sempre que é dada ao contribuinte a possibilidade de escolher a forma como as Finanças vão tributar os seus rendimentos, a nossa aplicação indica automaticamente a mais vantajosa do ponto de vista fiscal. Tal acontecerá, por exemplo, aos senhorios que têm de decidir se o valor das rendas recebidas deve ser alvo de englobamento ou de tributação autónoma.

Seguro e confidencial
A aplicação IRS Sem Custo liga-se de forma segura ao Portal das Finanças. A aplicação permite duas formas de entrega online da declaração de IRS. Em ambos os casos, terá de usar a senha de acesso do Portal das Finanças.

  • Enviar através da nossa aplicação sem ter de entrar no Portal das Finanças.
  • Entregar o ficheiro guardado na nossa aplicação através do Portal das Finanças.

Se pretende entregar a declaração em papel, pode fazer o preenchimento através da nossa aplicação e depois imprimir. Mas não se esqueça de comprar os impressos oficiais.  

Para obter os dados pré-preenchidos, é necessário introduzir a senha de acesso ao Portal das Finanças.

Datas a reter
Até 30 de abril, decorreu o período oficial de entrega da declaração de IRS pela Internet para quem só tem rendimentos de trabalho por conta de outrem (categoria A) e/ou de pensões (categoria H). Quem é trabalhador independente ou acumula rendimentos de outras categorias, por exemplo, rendas de imóveis ou mais-valias de investimentos, teve até ao fim de abril, se entregar em papel, ou terá de esperar pelo mês de maio, se entregar pela Net. Inscreva-se na página IRS Sem Custo.