Dicas

Voluntariado: o que precisa saber sobre seguros, proteção social e contratos

05 janeiro 2018
voluntarios

05 janeiro 2018
Fazer voluntariado implica ter direitos e deveres bem definidos, como um seguro, um contrato e a possibilidade de proteção social.

Conciliar com o emprego

As atividades de voluntariado levadas a cabo por trabalhadores por conta de outrem devem desenrolar-se no seu tempo livre, sob pena de originarem faltas injustificadas ao emprego.

Só em circunstâncias muito particulares podem decorrer no horário de trabalho: missões urgentes que não possam ser levadas a cabo por outros membros da organização, situações de emergência, calamidade pública e catástrofes e situações especiais inadiáveis, em que a participação do voluntário é imprescindível.

Para as faltas ao trabalho serem justificadas, e não originarem perda de remuneração, a organização deve enviar uma convocação escrita à entidade patronal do voluntário, justificando o pedido de dispensa. Posteriormente, o trabalhador apresenta um comprovativo em como cumpriu a missão.