Notícias

Fazer pagamentos e transferências com o telemóvel

Transferências

Transferir dinheiro em segundos é uma das funcionalidades mais apreciadas no universo das transações móveis. Normalmente, a operação consiste em selecionar o contacto de quem vai receber o dinheiro, digitar o montante e confirmar a transação com o código PIN da aplicação.

A Glase e o PayPal funcionam de forma semelhante, permitindo fazer transferências instantâneas entre utilizadores, sem custos nem limites de montantes ou de número de transações. Mas esta funcionalidade só é possível na modalidade de contas pré-pagas. A app do PayPal também permite que um utilizador peça dinheiro a outro, usando um método semelhante ao do envio: seleciona um contacto, define um montante e o destinatário recebe uma notificação com o pedido.

O mesmo se passa com a MB Way. Pode enviar e pedir dinheiro, mas sem estar limitado ao saldo disponível numa conta pré-paga. Em média, esta operação custa 43 cêntimos. Entre os bancos que disponibilizam os custos no preçário, o ActivoBank cobra 16 cêntimos, o Banco BPI, a Caixa Geral de Depósitos e o Montepio, 21 cêntimos, e o Santander, 1,35 euros. Até ver, no Atlântico Europa e no Bankinter, a operação é gratuita.

As transferências instantâneas através da MB Way não podem exceder os 750 euros por operação, ainda que seja possível fazer duas transferências seguidas neste valor. Além disso, o somatório das operações realizadas ao longo de um mês tem um teto de 2500 euros. Também não é permitido a um mesmo utilizador receber mais de 20 transferências mensais. Por fim, as transferências só podem ser efetuadas entre os utilizadores da aplicação.

A concorrer com estes sistemas, sete bancos – Banco BPI, Bankinter, Crédito Agrícola, Millennium bcp, Montepio, Novo Banco e Santander – também permitem fazer transferências imediatas