Notícias

Banco online: aproveite os serviços

03 agosto 2016

03 agosto 2016

A maioria dos bancos tem sítio na Internet, onde pode consultar as contas e gerir as operações de transferência, pedir cheques, comprar e vender ações, entre outros. 

A adesão aos serviços online é gratuita. Geralmente, as operações são mais baratas do que ao balcão ou mesmo gratuitas. Por exemplo, há bancos que não cobram nada por uma transferência interbancária com NIB, enquanto a mesma operação custa entre 1 e 10 euros ao balcão.

Também poupa tempo. Estes serviços dispensam muitas idas à agência, o que é prático se esta for afastada do local de residência ou trabalho. Pode gerir as suas contas em qualquer momento do dia.

Aproveite os serviços do banco online

Operações limitadas

Além da consulta do saldo das contas e do histórico das operações de débito e crédito mais recentes, é possível fazer transferências interbancárias e requisitar cheques. Menos comuns são as amortizações antecipadas no crédito, e  subscrição de um cartão de débito ou crédito. A maioria dos sítios dá acesso à Bolsa em direto, permitindo acompanhar o valor dos títulos ou fundos e efetuar transações de Bolsa.

Mesmo à distância, pode dialogar com a agência ou gestor de conta e pedir-lhe conselhos através de mensagens de correio eletrónico. A maioria dos bancos disponibiliza ainda um formulário, em que só precisa de preencher os campos em branco.

Evitar fraudes

Para evitar a fraude, não divulgue os seus dados, nem a palavra de acesso à conta, mesmo ao banco. Antes de introduzir os seus dados, assegure-se de que a ligação é segura. O endereço da página deve começar por https:// e permitir o duplo clique sobre o símbolo de um cadeado, no canto inferior direito do ecrã.

Para abandonar a sessão, selecione o botão “sair” ou outro semelhante e feche a janela do browser. Este procedimento é ainda mais importante se utilizar um computador partilhado com outros utilizadores. Neste caso, apague o histórico das páginas visitadas, nos ficheiros temporários, após fechar a sessão.

Proteja-se do phishing, uma adaptação da palavra inglesa fishing (pescar, em português), método usado para conseguir dados confidenciais. Alguém envia uma mensagem de correio eletrónico, fazendo-se passar pelo seu banco, na qual informa ter ocorrido um problema. Para resolvê-lo, terá de clicar sobre o endereço fornecido. Acede a uma página parecida com a do seu banco, mas falsa. Pedem-lhe para introduzir os seus dados, que serão depois utilizados para fazer transferências ou compras em seu nome, por exemplo. 

Não faz parte do procedimento dos bancos pedir aos clientes para enviarem dados pessoais. Desconfie se receber um e-mail deste tipo. Se tiver dúvidas sobre a sua origem, abra uma janela e escreva o endereço completo do sítio, sem clicar no link fornecido, ou ligue para a sua agência.