Dicas

Como usar o cartão de crédito sem acumular dívidas

Um cartão de crédito pode ajudar nos imprevistos, se usado com cautela. Conheça os cartões de crédito disponíveis e veja qual o melhor para si.

  • Dossiê técnico
  • Nuno Rico
  • Texto
  • Sofia Frazoa e Maria João Amorim
24 novembro 2020
  • Dossiê técnico
  • Nuno Rico
  • Texto
  • Sofia Frazoa e Maria João Amorim
mulher no computador portátil a inserir dados do cartão de crédito

iStock

Pagar despesas com cartão de crédito é uma opção a que muitos consumidores recorrem e que aumentou durante o confinamento. Segundo o Banco de Portugal, o peso dos pagamentos com cartão nas compras online subiu de 7% em número de operações e de 8,1% em valor, em fevereiro, para 11,2% e 10,8%, respetivamente, em abril. Com as compras online ao rubro, a tendência veio para ficar.

O perigo de uma maior utilização deste tipo de cartões é o sobre-endividamento. No financiamento ao consumo, os cartões de crédito são os principais responsáveis pelas situações de incumprimento. 

Antes de entrar em incumprimento, contacte a instituição de crédito que comercializa o cartão e verifique se é possível, por exemplo, alterar a percentagem de pagamento ou transformar o valor em dívida num crédito pessoal.

Custos associados e taxas de juro do cartão de crédito

Quem usa cartão de crédito paga pesadas taxas de juro, que podem rondar os 30% no caso de cartões contratados antes de 2010. Desde essa data, para controlar o custo destes produtos e evitar os casos de incumprimento, o Banco de Portugal limitou o valor máximo das taxas de juro efetivas a praticar no crédito ao consumo, incluindo os cartões de crédito. As taxas que ultrapassem esses limites são consideradas, por lei, com juros excessivos. Mas só para contratos feitos depois de 2010.

Ao escolher um cartão de crédito, tente que os custos associados ao uso do cartão lhe pesem o menos possível. Se tem a possibilidade de pagar o cartão de crédito na totalidade, saldando as compras que faça nos 20 a 50 dias seguintes para não pagar juros, opte por um cartão sem anuidade. E, neste caso, confirme se a isenção se mantém depois do primeiro ano de subscrição ou se depende de um montante mínimo de movimentos. Caso prefira fasear os pagamentos, o cartão com os juros mais baixos é a melhor opção.

Ao contratar um cartão de crédito, veja sempre qual a taxa anual de encargos efetiva global (TAEG). Corresponde a todos os custos inerentes à utilização do cartão. Por isso, quanto mais baixa melhor.

Saiba qual o melhor cartão de crédito para si

O uso crescente do cartão de crédito e a subida das compras através da internet aumentam os riscos associados à utilização destes cartões. Apesar de ser pouco frequente (na ordem de 0,05% das transações realizadas), pode acontecer ser alvo de roubo dos dados do cartão de crédito e ver o saldo desaparecer de um momento para o outro. Numa situação destas, peça de imediato o cancelamento do cartão e faça valer os seus direitos. A responsabilidade do utilizador nestes casos está limitada a € 50, exceto se tiver havido negligência grosseira.

Para maior proteção, não introduza os dados do cartão de crédito em links enviados por e-mail nem nunca os partilhe ou divulgue por telefone. Há sistemas de pagamento seguros, que são uma boa alternativa ao pagamento com cartão de crédito. É o caso do MBNet (que cria um cartão temporário com um limite de utilização definido pelo utilizador, e que permite fazer a compra sem os dados reais do cartão), do Verified by Visa e do PayPal.

Para reduzir os riscos de fraude, as compras online com cartão de crédito vão passar a ser mais seguras a partir do início de 2021. Nessa altura, será necessário recorrer a outros elementos de segurança, como um código enviado por SMS, para confirmar a operação.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.