última atualização: 16/06/2020

Máscara insegura à venda em Portugal

A máscara Mei Shu Hu KN 95, rotulada como pertencendo à categoria FFP2, deveria filtrar, pelo menos, 95% das partículas de pequena dimensão, segundo o Regulamento Europeu relativo aos equipamentos de proteção individual, mas retém, no máximo, 93%, revela o site do Sistema de Alerta Rápido para Produtos não Alimentares (Rapex). A inconformidade, notificada pela autoridade belga, implica a retirada do produto do mercado em todos os Estados-membros e a recolha do que já foi vendido aos consumidores.

A máscara em questão foi encontrada à venda no Continente, mas existe a possibilidade de estar disponível noutros estabelecimentos. Já alertámos a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) e contactámos a cadeia de hipermercados, que já as retirou e vai  "ressarcir os clientes que o pretendam devolver".

Se adquiriu máscaras Mei Shu Hu KN 95, recomendamos que não as use e peça a devolução do dinheiro. Leve o talão de compra e as máscaras consigo. Em caso de recusa, apresente queixa à ASAE ou na nossa plataforma Reclamar. Caso já não tenha o talão de compra, contacte o importador no produto: SDT – Eletrónica, SA (R. Rodrigo Fonseca, 103, 3º, 1099-074 Lisboa).

Adquiriu esta máscara ou viu-a à venda em alguma superfície comercial? Partilhe nos comentários! 

 

Equipa DECO PROTESTE

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Venha testar da comunidade Teste Connosco

Comentários

Seja o primeiro a comentar