última atualização: 06/05/2020

Máscaras comunitárias: como escolher?

A oferta de máscaras sociais (produtos têxteis reutilizáveis ou de uso único) não para de crescer mas há que ter alguns cuidados na hora de adquirir este produto, já que as características, a composição e, sobretudo, a segurança podem diferir muito entre modelos.

Deve, por isso, garantir que compra produtos testadas por laboratórios com competência técnica reconhecida. Assegurarem, no mínimo, 70% de filtração é um requisito obrigatório.

Apesar de a maioria das máscaras sociais ser reutilizável, a utilização deve obedecer às mesmas regras das máscaras cirúrgicas e respiratórias: não devem ser usadas de forma contínua por mais de 4 horas ou a partir do momento em que fiquem húmidas. Se, por exemplo, se deslocar para o trabalho de transportes públicos, terá de usar duas máscaras: uma para a ida e outra para a volta. 

Antes de comprar uma máscara social, confirme se foi testada por um laboratório com competência técnica reconhecida, como por exemplo o CITEVE (Centro Tecnológico das Indústrias do Têxtil e do Vestuário), e se está acompanhada de um folheto informativo. 


Já conseguiu adquirir máscaras comunitárias para si ou para a família? Que dúvidas tem na escolha de máscaras comunitárias? 

Partilhe todas as suas questões nos comentários!

Equipa DECO PROTESTE

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Venha testar da comunidade Teste Connosco

Comentários

Seja o primeiro a comentar