última atualização: 25/07/2019

Trotinetes e bicicletas partilhadas com recolher obrigatório no Porto

O Porto vai passar a aplicar “recolher obrigatório” para as trotinetes e bicicletas partilhadas. A proposta, apresentada pelo Município, refere-se à utilização do espaço público e tem como objetivo estabelecer limites no número de equipamentos disponíveis nas ruas da cidade.

O regulamento, que está sob consulta pública até 21 de agosto, deverá entrar em vigor em outubro. As regras a implementar passam por limitar o número de veículos disponíveis e recolher as trotinetes e as bicicletas, todos os dias, às 22 horas. Novas taxas e licenças estão também previstas no novo regulamento.

Se a medida for aprovada, a Invicta passa a ser a primeira cidade portuguesa a regular estes serviços partilhados, tal como acontece noutras cidades europeias, como Madrid. Em Lisboa, para já, os operadores não têm de pagar qualquer taxa pela ocupação do espaço público.

Quando a californiana Lime chegou à capital, os lisboetas passaram a partilhar os passeios e as ruas com dezenas de trotinetes que logo passaram às centenas com a entrada de outros prestadores de serviços de sharing.

Considera este tipo de medidas positivos ou negativos?

Acha que a mesma devia replicar-se por outras cidades do País?

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

  Comentários

Seja o primeiro a comentar