última atualização: 01/08/2022

Subsídio de desemprego: conheça as regras

DIREITO A SUBSÍDIO:

Para ter direito ao subsídio de desemprego, tem de trabalhar 360 dias, pelo menos, por conta de outrem nos 24 meses que antecedem o desemprego e estar registado na Segurança Social. O valor do subsídio corresponde a 65% da remuneração de referência. O valor máximo é de 1108 euros, o que equivale a duas vezes e meia o valor do indexante dos apoios sociais (IAS).

Se ambos os cônjuges estiverem desempregados e tiverem filhos ou enteados, a seu cargo, cada um recebe mais 10% do que o valor obtido no cálculo do subsídio. O mesmo se aplica às famílias monoparentais, desde que o desempregado não receba pensão de alimentos. Para receber esta majoração, terá de preencher um formulário a solicitá-la.

O valor a receber não pode ultrapassar mais de 75% da remuneração líquida de referência, com um mínimo de 443,20 euros (valor do IAS). Aquela calcula-se descontando à remuneração bruta a taxa social (11%) e a taxa de retenção do IRS, que tem em conta a remuneração de referência do trabalhador, a dimensão do agregado familiar e o número de titulares de rendimentos. O valor mínimo não se aplica nos casos em que a remuneração líquida de referência é inferior ao IAS.

Exemplo: para quem ganhava, pelo menos, o salário mínimo nacional (705 euros, em 2022; 665 euros, em 2021), o subsídio de desemprego será, no mínimo, 509,68 euros (1,15 vezes o valor do IAS em 2022).

Duração do subsídio de desemprego

duração depende da idade do desempregado e do tempo de contribuições para a Segurança Social, desde a anterior situação de desemprego. 

 

Regras de apresentação 

O desempregado tem de apresentar-se no centro de emprego sempre que isso lhe seja solicitado. Além disso, não poderá desobedecer ao plano pessoal de emprego que for definido em conjunto com o centro de emprego, e que lhe permitirá orientar-se na procura ativa de trabalho.

 

Partilhe as suas dúvidas em relação a este tema, que os nossos especialistas ajudarão a esclarecer. 

 

A EQUIPA DECO PROTESTE. 

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Emprego da comunidade Finanças Pessoais

4 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
31/07/2022

Bom dia. Estou a receber o subsídio de desemprego e surgiu-me uma oportunidade de trabalho a recibos verdes por alguns meses. Gostaria de saber se posso suspender o totalmente o subsídio e depois retomar isto porque na segurança social já não encontro essa opção, só encontro a do subsídio parcial e essa modalidade não me interessa. Agradecia a ajuda o mais rápido possível pois tenho que aceitar ou não esta proposta de trabalho.
Obrigada

Faça login para aceder a este conteúdo. 
01/08/2022
, Respondeu:

Olá, 

No artigo - https://www.deco.proteste.pt/dinheiro/emprego/noticias/subsidio-desemprego-regras-prazos-valores - encontra informações que poderão ajudar a esclarecer a sua questão. Caso necessite de mais esclarecimentos, poderá entrar em contacto com o nosso serviço de informação através do 218 410 858 (chamada para linha fixa nacional, dias úteis, das 9 às 18 horas). 

Agradecemos a sua partilha, 

A EQUIPA DECO PROTESTE. 

Faça login para aceder a este conteúdo. 
22/05/2022

Se eu tiver estado 3 anos numa empresa, mudar de entidade empregadora, sem parar de ter rendimentos, e, após 2 meses ficar desempregada, tenho direito a receber o subsídio de desemprego?

Faça login para aceder a este conteúdo. 
23/05/2022
, Respondeu:

Olá.

Encontra no artigo - www.deco.proteste.pt/.../subsidio-desemprego-regras-prazos-valores - informações que poderão ajudar a esclarecer as suas dúvidas. Caso necessite de mais esclarecimentos, pode entrar em contacto com o nosso serviço de informação, através do 218 410 858 (chamada para linha fixa nacional, dias úteis, das 9 às 18 horas). Obrigado.