última atualização: 25/01/2021

EDP ou Iberdrola

Bom dia

Estou a construir uma moradia e vou instalar paineis fotovoltaicos para produção de eletricidade. Não entrando no dominio da quantidade de paineis, até porque ainda não tenho nenhuma oferta, gostaria de saber se há diferenças entre o equipamento proposto pela EDP e pela Iberdrola e qual o melhor.

User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Produzir eletricidade da comunidade Energias Renováveis

1 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
25/01/2021

Bom dia,
Relativamente à solução proposta pelas duas empresas e tendo em conta que não foram efetuados testes pela Deco Proteste, não podemos aconselhar sobre qual a melhor opção.
Antes de qualquer decisão veja o nosso artigo em: https://www.deco.proteste.pt/casa-energia/eletricidade-gas/noticias/autoconsumo-seis-dicas-para-saber-se-este-e-o-sistema-indicado-para-si.
Pode optar por um sistema composto por painéis fotovoltaicos e microinversores (semelhante à solução proposta pelas marcas referenciadas anteriormente) ou em alternativa a utilização de um inversor central que pode ser hibrido para interligação posterior a baterias de Lítio.
Nesta ultima solução o inversor deverá ser colocado numa zona técnica e interligado com o quadro principal. É importante que na altura da construção seja preparado o telhado para posteriormente receber a estrutura metálica de suporte dos painéis fotovoltaicos, assim como a existência de um ponto de internet junto do inversor e uma tubagem desde o inversor ao quadro elétrico principal (QP) para a colocação de cabo de comunicação. Também deve ser garantido no QP um espaço para o equipamento de medição de consumos (4 módulos) e disjuntor de proteção (2 a 4 módulos no caso do sistema ser trifásico).
Cumprimentos,
Equipa das energias renováveis

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.