última atualização: 24/06/2020

Dúvida sobre UPAC

Boa Tarde, estou a pensar em adquirir uma UPAC da EDP com 5 painéis e gostaria de saber se é possível vender à rede o excedente ou obter algum desconto na fatura, e quais os procedimentos que devo fazer para poder usufruir de tais condições.

 

Obrigado pela vossa disponibilidade. 

302 Visualizações 3 Comentários 0 Gostar
Faça login para aceder a este conteúdo. 
User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Produzir eletricidade da comunidade Energias Renováveis

3 Comentários

Filtrar por :
Faça login para aceder a este conteúdo. 
22/06/2020

Boas tardes António.

Sim, é possível vender o excedente à RESP mas... não compensa de todo e equivale a ter um aumento significativo dos requisitos, complicações e custos para, no final, ganhar pouco mais que zero... Se está a fazer essa questão implica que tem a ideia que terá excedente - com um sistema com cerca de 1.5kW parece-nos que sim... E porque razão tem o sistema sobredimensionado? Verificaram se o perfil de consumo da habitação (ou do local onde a UPAC será instalada) é compatível com o perfil de produção? 

Relembramos que a grande vantagem das UPACs vem ao de cima quando uma parte muito significativa (acima dos 90%) da eletricidade produzida na UPAC é consumida na habitação. Ou seja, a poupança gerada pela UPAC vem da não-compra de eletricidade à rede - e não nunca da venda de excedente a esta.

Dimensionar UPACs para vender excedente à RESP é um bom negócio para... Os vendedores dos equipamentos (sistemas muito mais caros) e para os comercializadores e produtores de eletricidade (eletricidade "à borla" na rede"). Não recomendamos!

A Equipa Energias Renováveis

Faça login para aceder a este conteúdo. 
23/06/2020
, Respondeu:

Boa noite, em primeiro lugar obrigado pelo seu enorme esclarecimento, infelizmente quem está a vender nunca informa devidamente quem quer comprar, já agora se não for fora do contexto da nossa conversa, por exemplo eu tenho uma fatura mensal de 100 euros em média de electricidade e só estou em casa 2 dias por semana durante o dia , a minha questão é se têm ideia qual seria a melhor solução para mim? Eu neste momento a EDP aconselha 5 painéis e o sr o que me pode aconselhar? Desde já agradeço o seu tempo dispensado.

Faça login para aceder a este conteúdo. 
24/06/2020
, Respondeu:

Caro António,

infelizmente é uma situação que vemos amiúde e para a qual temos repetidamente tentado alertar os Consumidores, procurando que não caiam nesta situação...

O ideal seria medir o perfil de consumo da sua habitação durante um determinado período de tempo. Na impossibilidade de o fazer, pode, durante uma ou duas semanas, medir o consumo do contador quando sair de casa de manhã e voltar a fazer o mesmo quando regressar no final do dia. Conseguirá assim perceber, de forma aproximada, o que consome de manhã e de noite.

O dimensionamento de sistemas fotovoltaicos para autoconsumo com base em faturas ou valores de consumo mensais é um erro que vemos acontecer demasiadas vezes... Não é apenas importante saber o "quanto é consumido"! É muito importante perceber "quando é que é consumido": pode apresentar elevados consumos no período nocturno, altura em que o sistema fotovoltaico não opera... Se o dimensionar com base nesses valores, o sistema estará durante o dia a injetar eletricidade na rede, uma vez que o ciclo de produção está desfasado do de consumo.

Permita-nos umas contas de merceeiro: 100€ mensais de eletricidade (sem taxas), equivale a cerca de 555kWh de eletricidade, 18,5kWh diários. Imaginemos que em 8 dias do mês (fins de semana) apresenta 75% desse consumo durante o dia e nos restantes 22 dias apenas 15% do consumo é feito durante o dia. Assim, teremos um potencial para o autoconsumo de cerca de 172kWh mensais. Ou seja, para sistemas de 2 a 3 paineis (500 a 750W). Por exemplo, um sistema de 3 paineis consegue produzir cerca de 1.800kWh de eletricidade por ano (cerca de 154kWh ou 27,72€ mensais).

Repetimos: só percebendo como é que o seu consumo está dividido ao longo do dia/mês/ano, quais as potências de pico que regista e se o nível de consumo base da sua habitação é alto ou baixo (o tal consumo de standby dos eletrodomésticos da sua habitação) é que poderá adaptar e dimensionar o sistema fotovoltaico para que toda a sua produção seja absorvida na sua habitação. No limite, se o seu consumo for baixo durante o dia, pondere em investir o dinheiro noutro lugar: um novo e muito mais eficiente frigorífico ou arca, novas máquinas de lavar roupa ou louça, um sistema solar térmico... Aqui, pode ter um retorno de investimento muito mais rápido e uma mais visível redução dos consumos (aqui sim, aumentando a sua eficiência).

A Equipa Energias Renováveis

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.