última atualização: 13/06/2016

Potência suficiente para alimentar a minha casa

A EDP enviou-me uma simulação para instalação de painéis solares na qual me indica, 1 painel (250 W), essa potência  é suficiente para alimentar o quê? sem recorrer à energia elétrica fornecida pela EDP durante horas de bom sol?

Moderado pelo administrador

Aconselhamos a todos os interessados que pretendam iniciar o processo de instalação fotovoltaico que verifiquem este artigo e assistam ao nosso video explicativo:

https://www.deco.proteste.pt/casa-energia/eletricidade-gas/noticias/kits-fotovoltaicos-para-autoconsumo-os-melhores-e-as-combinacoes-impossiveis

Leia também as 6 regras de ouro:

https://www.deco.proteste.pt/casa-energia/eletricidade-gas/noticias/autoconsumo-seis-dicas-para-saber-se-este-e-o-sistema-indicado-para-si

Junte-se a nós

Esta informação foi útil e ajudou-o? Para apoiar a nossa comunidade, registe-se no site. É gratuito, demora menos de um minuto.

  • Pode perguntar e pedir conselhos
  • ler as contribuições dos nossos membros
  • dar o seu contributo 
  • receber o feedback de um especialista.

Registe-se em DECO PROTESTE para participar.
Entrar ou Registar

  Comentários

Melhor resposta
User name
João Silva
11/09/2015
Melhor resposta

Boa tarde, caro Mário Oliveira,

um sistema com uma potência de pico de 250W, virado a sul e com uma inclinação de cerca de 30º, deverá ser suficiente para compensar os consumos dos aparelhos em stand-by.

Poderá parecer pouco, mas os sistemas auto-consumo tornam-se interessantes se consumir toda a energia que está a produzir, sem que existam desperdícios. Se sobredimensionar o sistema de autoconsumo, poderá estar a produzir acima do seu consumo, desperdiçando energia.

O fornecedor do sistema, deveria verificar o seu perfil de consumo diário e recomendar-lhe a potência mais indicada ao seu perfil. O que temos constatado é que alguns fornecedores fazem simulações através de estimativas de consumo mensal ou anual, que não têm a precisão necessária para conhecer os consumos nas horas de sol.


Com os melhores cumprimentos da equipa do CLEAR Portugal

Melhor resposta
User name
André F Santos
16/09/2015
Melhor resposta

Gostava de reforçar a ideia do João Silva relativamente à importância de verificar o consumo real da habitação utilizando, por exemplo, um monitor de energia da Efergy ou equivalente. Assim, perceberá exactamente qual o sistema de autoconsumo adequado para si e até se se justifica instalar um ou não.

Além dos consumos de stand-by com um kit de 250W também se consegue suprir necessidades de cargas mais baixas como por ex. uma TV ligada durante o dia, frigoríficos ou arcas congeladoras (que funcionam de forma intermitente mas ao longo do dia).

Importante será mesmo obter a melhor informação ao nível dos consumos para poder tomar uma decisão em consciência.

Cumprimentos

Melhor resposta
User name
MANUEL GUILHERME G. C. SANTOS
23/10/2015
Melhor resposta

Boa Noite, Mário.

Vou falar tendo em conta a minha experiência com uma instalação de 1,5Kw, ou seja 6 painéis de 250W.
Primeiro, os painéis têm um máximo de produção que pode não ultrapassar os 80/85% da potência instalada.
No dia de maior produção da minha instalação - virada a Sul com a inclinação óptima - só consegui produzir instantaneamente cerca de 1,35Kw.
Isto num dia repleto de Sol sem qualquer bruma que prejudique a produção.
Como não tenho a instalação ligada à rede ( para evitar demoras com licenciamentos e inspecções ) tudo o que produzo e não consumo é desperdiçado.
Mesmo assim, com produções totais diárias na casa do 7,5Kw, o máximo que desperdicei foram 2Kw. O habitual é 1,1 a 1,3Kw.
Tento pôr as máquinas de lavar ( roupa e loiça ) a trabalhar em horas sequenciais, ocupando o período de produção máxima - das 11 às 16 horas, hora de Verão.

Tenho ligados permanentemente 2 frigoríficos, 1 arca congeladora, 1 TV e 1 Box além de 2 relógios.
O menor consumo que consigo é cerca de 240w, isto com os frigoríficos e arca em mero standby.
Qd coincide tudo estar a trabalhar, o consumo sobe para uns 800/1000w, isto sem as máquinas de lavar a trabalhar.
Com estas pode chegar aos 1,3/1,5Kw.
Se tem fogão eléctrico, então esqueça a energia solar, pois o consumo trepa para uns 4Kw, só o forno.

Resumindo, os 250W que na realidade devem gerar uns 220/230W, devem-lhe dar para o consumo dos seus equipamentos em standby.
Quando começarem a trabalhar, vai de certeza ter de consumir à rede.
A vantagem é que tudo o que produzir consegue consumir.

Para ter uma ideia do que consome em sua casa, veja os equipamentos da OWLINTUITION, que são os mais acessíveis e que dão informação muito útil, quer de consumo quer de produção ( se estiver interessado em acompanhar as duas vertentes ).
Se não quiser investir muito dinheiro, pode comprar uma ficha com medidor de consumo, e ligá-la sucessivamente em cada aparelho para poder ter uma ideia de qual o consumo individual dos aparelhos, somando-os para saber o consumo total.

Melhor resposta
User name
ELISA FERREIRO DOMINGUES
25/10/2015
Melhor resposta

Subscrevo totalmente, a análise do Miguel Santos
No meu caso (Braga) tenho 6 painéis instalados desde Julho, conseguindo monitorizar o consumo e a produção desde Agosto (re.dy), a minha produção instantânea nunca ultrapassou os 1,100 W, mesmo em dias com excelentes condições, Aliás desconfio, que haja alguma deficiência com a instalação dos painéis, ou seja para uma potência instalada de 1500 W, apenas consigo produzir 1.100, verifica-se logo à partida uma perda de mais de 25%.
Já solicitei à EDP Solar uma análise, à instalação à mais de um mês, mas continuo à espera.

Melhor resposta
User name
Joao fialho
12/06/2016
Melhor resposta

Boa noite,eu tenho na ideia de instalar o sistema com 1.5 kv,preciso de autorização de alguma instutiuçao?
João Fialho
Obrigado

Melhor resposta
User name
MANUEL GUILHERME G. C. SANTOS
12/06/2016
Melhor resposta

Caro João Fialho.
Até 1,5Kv não precisa de autorização prévia se não fizer a ligação à rede da REN.
Tudo o que produz, consome.
O que não consumir, deita fora.
Só tem de efectuar um registo na DGE qd o sistema entrar em funcionamento.
A empresa fornecedora ajuda-o a fazer isso
-----
Já se pretende ligar o sistema à rede da REN, então tem de fazer um registo prévio, solicitar uma inspecção à REN antes de efectuar a ligação e só depois pode pôr aquilo a funcionar.
Mas o que a REN/EDP paga por Kw/H produzido nem justifica o trabalhão destes registos.
-----
Aconselho-o a fazer bem as contas ao q tem em casa e instalar só q tem hipótese de consumir.
Ao fim de 1 ano da instalação a produzir, com um máximo diário produzido de 7 a 8 Kw desperdiço cerca de 1 a 1,5 Kw.
Mas tenho o cuidado de ligar máquinas de lavar só entre as 12/13 e as 16/17 (consoante o horário de Inverno e Verão), e nunca muitas máquinas em simultâneo.
Assim consigo consumir quase o total do q produzo.

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.