última atualização: 28/01/2020

Autoconsumo com ou sem Baterias?

Boas, já algum tempo que ando a ponderar comprar painéis fotovoltaicos para autoconsumo, a minha dúvida prende-se no facto de em qual dos dois sistemas investir, autoconsumo com ou sem acumuladores, os meus consumos anuais são de 2500 kw de terça a sexta feira durante a tarde a casa está sem ninguém, tenho o frigorífico e a arca a trabalhar, sábado domingo e segunda feira estamos em casa, qual dos dois sistemas o que me permite poupar mais na factura da EDP, e quais as potências aconselhadas para a minha casa? 

User name

Junte-se a esta conversa

Comentários

Melhor resposta
User name Moderator
22/06/2018
Bruno Miguel | Moderador
Melhor resposta

Olá Nelson,


No seu caso específico, tem alguns consumos durante o dia que podem justificar a instalação de um sistema fotovoltaico de autoconsumo. Se a casa não é habitada durante o dia, deve dimensionar a sua produção solar fotovoltaica consoante o consumo de “stand-by” presente.

Note que no seu caso este “stand-by” pode ser significativo tendo em conta o frigorifico e arca congeladora, que refere, mais equipamentos como modems, televisões, luzes de presença, entre outros. É possível que tenha consumos a rondar os 100/200 Wh durante o dia.

Se for este o caso, um sistema de autoconsumo com apenas 1 painel solar com potência instalada entre os 250-300 Wp poderá ser suficiente para diminuir significativamente a sua fatura de eletricidade diária.
Aconselhamos que seja feita uma análise criteriosa aos seus consumos para melhor dimensionamento da potência a instalar.

Um sistema fotovoltaico com acumulação tem-se revelado num investimento de baixo retorno devido ao alto preço das baterias.

Saber mais aqui

Com os melhores cumprimentos

Equipa Energias Renováveis

User name
25/06/2018
NELSON JORGE ARAUJO SILVA , Respondeu:

Obrigado Sr. Bruno.

User name
11/09/2018
NUNO SILVA , Respondeu:

Caro Bruno, tenho igualmente a mesma dúvida. Apreveito para perguntar: adicionar baterias mais tarde pode ser uma realidade ou é preferível adquirir o conjunto completo (paineis e baterias?)

User name Moderator
11/09/2018
Bruno Miguel | Moderador , Respondeu:

Olá Nuno,

Se aos dias de hoje não se justificar a instalação de baterias, sim, pode sempre agregar baterias no futuro ao seu sistema fotovoltaico já instalado. O Regulador de carga deverá ser dimensionado de acordo com o intervalo do potencial (V) e intensidade maxima de corrente (A) proveniente da geração fotovoltaica.

Cumprimentos

Equipa Energias Renováveis

User name
24/09/2018
JOSE MARIA BAPTISTA

Presentemente tenho aqueciento central a gasoleo,e pretendo a instalaçao deenergias limpas e mais económicas, para tal,preciso de informação mais detalhada.

User name
13/01/2019
Daniela Ferraz

Caro Nelson, caso já tenha instalado convido-o a preencher este inquérito: inqueritos.ubi.pt/.../791232
Partilhe-o com quem tem este sistema!

User name
07/05/2019
DOMINGOS LOPES VICENTE

Olá a todos !
Peço o aconselhamento para a seguinte aplicação: Disponho de captação de água , com a utilização de bomba ( potência 0,750 W) localizada em furo artzeano e alimentada pela energia disponibilizada para a habitação, onde a potência instalada , é de 2,34 Kw . O funcionamento previsto , é de +- 4 a 5 h em dias alternados .

Dada a meu escasso conhecimento na matéria , gostaria da saber a vossa opinião sobre a eventual aquisição de painéis, para apoio ao actual consumo nos meses de verão, que se aproxima dos 600 € .

O meu agradecimento .

D. Lopes Vicente

User name Moderator
14/05/2019
Bruno Miguel | Moderador , Respondeu:

Olá Domingos,

Para uma boa avaliação do investimento, deve saber se a bomba "submergível" irá ter um funcionamento e consumo contínuo no horário solar. Consumindo assim 750 Wh em uma hora.
Estando previsto o funcionamento de 3,5 dias por semana, a potência a instalar de painéis fotovoltaicos deverá produzir uma energia elétrica (Wh) que seja na sua totalidade autoconsumida, não só pela bomba, como também, pela habitação. Caso contrário, grande parte do investimento feito, serve para enviar eletricidade de forma gratuita para a rede.

A sua habitação tem consumos elevados durante o dia?

Tenha em consideração que terá situações de mais de metade do tempo solar diário em que a bomba não estará em funcionamento pelo que devemos focar-nos noutros equipamentos elétricos que tenham a sua utilização durante o dia ou não ser utilizados, mas estão ligados à rede elétrica, como por exemplo: o stand-by.
É possível fazer uma descrição, algo pormenorizada, sobre os hábitos de consumo energéticos dos elementos da casa? Quais os horários de maior utilização e quais os equipamentos consumidores de eletricidade?
Qual a potência fotovoltaica que pretende instalar?

Por 600 euros poderá instalar um painel fotovoltaico de 300W (aprox.), que lhe proporcionará, de forma estimada, 900 Wh distribuídos (não uniformemente) entre as 11h00 e as 16h00 (no inverno) e 1500 Wh entre as 10h00 e as18h00 (no verão).


Com os melhores cumprimentos
Equipa Energias Renováveis

User name
15/11/2019
João Fernandes

Boas,
Tenho bi-horário e, se dividir o ano ao meio, tenho +- 500/600KWh período baixo e 800/1000 em alta. Que sistema seria aconselhável para auto-consumo, com baterias sem baterias? E, quantos painéis ou total de quantos W?
Obrigado

User name
17/01/2020
ARMANDO MANUEL RIBEIRO MACHADO

Bom dia,

Tenho uma moradia - Furadouro, Ovar -, um carro eléctrico que carrega durante a noite, somos 3, durante o dia só lá está um de nós. Consumo agora, média/mês, em tarifa bi-horária, 200 KWH fora do vazio, e 400 em vazio.
Vou instalar 4 equipamentos ar condicionado, 2 de 9000 BTU e 2 de 12000 BTU.

Pretendo acabar com o gás natural, e colocar uma bomba de calor. O gás natural serve só para as AQS e aquecimento central, mas este está muito deteriorado, não justifica reinvestir. numa caldeira e arranjar toda a tubagem e radiadores.

Tenho propostas loucas, com bateria, sem bateria, estou completamente perdido.

Podem dar-me a vossa opinião?

Obrigado

User name Moderator
21/01/2020
Bruno Miguel | Moderador , Respondeu:

Olá Armando,

Agradecemos a sua questão e participação na nossa comunidade.
Em primeiro lugar, deve focar-se nas suas necessidades prioritárias.

Uma vez que já optou por instalar aparelhos de ar condicionado, a prioridade deverá ser encontrar uma boa solução para as águas quentes sanitárias.

Não necessita de aquecimento central (devido à instalação de ar condicionado), pelo que não é necessário reinvestir na caldeira a gás natural (e respetivas tubagens e radiadores).

Aposte num bom esquentador se for a opção por manter o gás natural. O solar térmico, com o devido apoio do esquentador, é uma solução muito competitiva energeticamente. Se pretender acabar com o gás natural, a bomba de calor é uma boa opção.

Para 3 pessoas, o Lydos Hibrid 100L pode ser a resposta, sem investimentos demasiado avultados.

Pode expor melhor as suas considerações e dúvidas em relação às baterias?

Obrigado,
Equipa Energias Renováveis

User name
22/01/2020
ARMANDO MANUEL RIBEIRO MACHADO , Respondeu:

Boa tarde.
Eu queria acabar com o gás porque, além do seu custo, é uma série de "pinchavelhos", desculpe o termo, que se pagam junto com a factura. E não ter gás em casa é sempre bom...

Acha que uma bomba de calor de 100 l é suficiente para 3? Aquilo depois de esgotar não demora muito a aquecer novamente? Tomamos banho de manhã cedo 2, o outro a meio da manhã, será suficiente?

Não há forma de lhe enviar as propostas por e-mail?

Querem-me, por 5 painéis 305W (1.53kW)+estrutura para telhado+inversor+cablagem e instalação €3250 já c/ IVA! Prevêm para a minha zona de Ovar uma produção de 2.330kW

Mas para instalação c/ uma bateria de 10kW, 16 painéis 305 W (4.88kW) mais estruturas, 2 inversores, contadores, cablagem e instalação, €17250 já c/ IVA.

Ora eu consumo muito de noite, bi-horária e o carro eléctrico, mas isto é uma pipa de massa.

Obrigado

User name
22/01/2020
ARMANDO MANUEL RIBEIRO MACHADO , Respondeu:

Claro que se o gás natural for mais barato q a bomba de calor, posso sempre comprar um. Mas ver-me livre do gás...
A caldeira está numa varanda fechada, virada para o logradouro, com escape de fumos e gazes para uma chaminé, que queria fechar. Posso lá colocar a bomba de calor, no chão, ligando-a às actuais ligações da caldeira, para as AQS? Tenho de fazer um buraco, para a bomba de calor "respirar, ou não, basta uma janela semi-aberta?

Obrigado

User name Moderator
28/01/2020
Bruno Miguel | Moderador , Respondeu:

Olá Armando,

A resposta à sua questão é muito complexa e tem muitas variáveis a ter em conta. Começo por fazer algumas considerações e aproveito para abrir a discussão a outros membros da comunidade.

Se os banhos não forem demorados e forem espaçados, provavelmente não haverá problema com o fornecimento calor. Os depósitos são construídos de maneira a poderem fazer uma boa estratificação. Esta estratificação potencia uma diferença de temperaturas da parte superior em relação à parte inferior.

Sendo o fornecimento de AQS realizado pela parte superior não é necessário uma espera prolongada para aquecer os 100L de capacidade.

O padrão utilizado para determinar a capacidade do acumulador é de 45L/pessoa e não sendo esta uma tecnologia de aquecimento instantâneo como é o caso de um esquentador/caldeira, o tempo de aquecimento é superior havendo a possibilidade de ficar sem água quente se os banhos forem demorados e o controlo termoéstático estiver regulado para uma temperatura muito quente na saída.

Relativamente à potência de instalação fotovoltaica, a DECO PROTESTE aconselha uma avaliação detalhada dos seus consumos 24h/dia para um orreto dimensionamento.

Pode começar por analisar se tem consumos durante o dia e verificar a potência a instalar.

No inverno os consumos costumam ser mais elevados devido à época de aquecimento, mas se dimensionam o sistema para estes meses mais desfavoráveis, no verão o sistema vai produzir muito mais kWh que o necessário.

Pode estar a fazer investimentos elevados e nunca vir a ter retorno, ou retorno em muitos anos, atingindo ou mesmo superando a vida útil ou eficiências aceitáveis dos componentes instalados.

No nosso entender os custos da tecnologia fotovoltaica+baterias têm que descer para serem mais atrativas para o consumidor e poderia começar por instalar um sistema de autoconsumo puro em que tudo o que produz consome.

O grande consumo com o carro elétrico em horário de vazio (tarifa reduzida) pode não justificar investimento tão elevado.

Caso tenha alguma questão adicional, disponha.

Obrigado,
Equipa Energias Renováveis

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.