última atualização: 02/07/2020

RE: Bombas Calor mais eficientes mais económica

Olá, Pretendo construir uma moradia de raíz na zona centro.
RÉS DO CHÃO – 175 m2m (+ 140 m2 de alpendres)
1º ANDAR – 107 M2 (+ 49 M2 de varandas e terraços)
Total: 282 m2.
Gostaria de saber a vossa opinião. O que me orçamentaram (Chão radiante da Uponor fixante+ 2 painéis solares + 1 acumulador de 300 litros inox dupla serpentina) é adequado ou a bomba vai trabalhar em esforço para esta área?
Bomba de calor reversível Daikin Altherma – EBQH-BB6V3 14 KW
Fico a aguardar uma resposta vossa. Muito obrigado.
aguardar uma resposta vossa. Muito obrigado.
Pedro de Freitas
92 Visualizações 1 Comentários 0 Gostar
Registe-se em DECO PROTESTE para participar. Entrar
User name

Junte-se a esta conversa

Participe nesta conversa, deixando o seu comentário ou questão em Aquecer o ar e climatizar da comunidade Energias Renováveis

1 Comentários

Filtrar por :
Registe-se em DECO PROTESTE para participar. Entrar
02/07/2020

Caro Pedro,

começamos por aconselhá-lo a seguir o Projeto de Térmica da sua futura habitação de modo a não só cumprir com os requisitos técnicos em vigor para a zona de construção, como para assegurar que o Projetista, que tem acesso a todos os dados associados Às necessidades energéticas da habitação,possa dimensionar e projetar todos os sistemas em total concordância. Nesta linha de raciocínio, aproveitamos para sugerir que reforce, na fase de projeto, toda a componente de isolamento da habitação: quanto mais isolar, menores serão as necessidades energéticas - tendo impacto direto, por exemplo, no dimensionamento dos sistemas e climatização. O pouco que investir no reforço do isolamento será largamente retornado ao longo da utilização da habitação.

Sem termos dados sobre a localização da habitação, níveis de isolamento, tipologias de construção... não conseguimos ser muito específicos... Regra geral, seguimos como bitola o valor médio de cerca de 4kW por cada 100m2 de área climatizada. Logo, para cerca de 282m2, uma BC com uma potência de cerca de 11 kW deve ser, à partida, suficiente.

A BC que nos indica (14 kW) está acima deste patamar pelo que, à partida, reconhecemos que um cenário de "esforço" pode não se verificar - mesmo considerando o apoio ao solar térmico. Repetimos: só o projetista, com base nas necessidades energéticas da habitação, área climatizada, cargas térmicas exteriores/interiores, evolvente climática... poderá dimensionar a máquina de forma mais precisa.

Nota: quanto mais isolar a habitação, menores serão as suas necessidades energéticas para o aquecimento. Logo, os 4 kW por 100m2 podem baixar e isso poderá conduzir a uma menor potência na BC (logo, um menor custo de aquisição). Prova-se assim que o investimento extra no isolamento é pago nestas pequenas situações.

A Equipa Energias Renováveis

eu disclaimer

O projeto que deu origem a esta comunidade recebeu financiamento através do programa de investigação e desenvolvimento “Horizon 2020”, sob o contrato de subvenção nº749402. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela informação veiculada nem pela utilização das informações contidas na mesma.