Primeiras impressões

Optimus Livre: menos apetecível do que na publicidade

22 fevereiro 2011 Arquivado

22 fevereiro 2011 Arquivado

A publicidade destaca os 9 cêntimos por minuto, mas só beneficia deste valor quem fizer uma chamada de, pelo menos, meia hora e respeitar o prazo dos carregamentos.

O Optimus Livre, inicialmente edição limitada com adesão até 10 de janeiro de 2011, foi relançado de forma permanente. A publicidade destaca as características atrativas do tarifário, mas omite condições que fazem a diferença no custo final.

O novo tarifário da Optimus só interessa se tiver contactos distribuídos por várias redes, fizer chamadas de longa duração e não quiser contratar um pós-pago. Saiba se compensa para o seu perfil com o nosso simulador.

Carregamentos obrigatórios para preços mais baixos
O Optimus livre concentra 2 tarifários. Se carregar e respeitar o prazo, tem acesso a preços mais baixos. De contrário, paga o triplo. Como noutros tarifários (por exemplo, TMN + perto SMS, Vodafone Vita 91 SMS e Yorn Power SMS), esta diferença equivale a aplicar uma multa em caso de não carregamento. Estes tarifários não têm carregamentos obrigatórios, mas obrigam a respeitar os prazos para evitar custos acrescidos nas chamadas e sms.

Optimus Livre: preço das comunicações (€)
Se carregar
Se não carregar
 Chamada:
 primeiro minuto
0,22
0,36
 minutos seguintes
0,09
0,3
 Sms
0,1
0,15
 Mms
0,407

 

9 cêntimos por minuto só ao fim de meia hora
A publicidade anuncia um preço de 9 cêntimos por minuto. Tal é válido apenas após o primeiro minuto, que custa 22 cêntimos. Chamadas inferiores a 1 minuto vão sempre ter, pelo menos, este preço. Se durarem 2 minutos já custam 31 cêntimos ou 15,5 cêntimos por minuto. Para pagar um valor próximo dos 9 cêntimos para todas as redes, terá de falar um mínimo de meia hora.

Gráfico: 9 cêntimos por minuto só ao fim de meia hora

O antigo tarifário Livre, substituído por esta versão, taxava as chamadas em cada 10 segundos após o primeiro minuto. Agora, a cobrança é feita em cada 30 segundos após o primeiro minuto. Significa que uma chamada de 1 minuto e 31 segundos custa tanto como outra de 2 minutos.

Saldo com prazo de validade
Os prazos de validade para as recargas, introduzidos no Optimus TAG no início do ano, parece generalizar-se a outros tarifários. No Optimus Livre, as recargas são válidas por 180 dias. Findo este período, a diferença entre o valor da recarga e o consumido expira.

Trata-se de uma prática sem justificação. O consumidor não tem liberdade para carregar montantes diferentes dos pré-definidos e, nos tarifários pré-pagos, o carregamento é feito antes da utilização, pelo que não permite contabilizar o que vai gastar.

Chamadas para várias redes, mas não de curta duração
O Optimus Livre só é uma boa opção se tiver contactos distribuídos por várias redes, fizer chamadas de longa duração e não quiser contratar um pós-pago.

Vários tarifários pré-pagos são mais interessantes se fizer 65 chamadas por mês, com duração média de 1 minuto e 50 segundos cada, sobretudo na rede.

Ao escolher os tarifários online ou self-service com carregamentos mensais de € 15 e sms incluídas, poupa cerca de € 9 por mês face ao Optimus Livre. Os tarifários com carregamentos das redes low-cost Uzo, Vodafone Directo e Rede4, que propõem chamadas para todas as redes a cerca de 12,9 cêntimos por minuto e SMS a 6,5 cêntimos, custam cerca de menos € 7 por mês.

Mesmo que ligue para todas as redes, só chamadas de duração média superior a 5 minutos, há tarifários pós-pagos mais vantajosos, como o Optimus Smart 30.

Gráfico: Opções ao Optimus Livre


Imprimir Enviar por e-mail