Notícias

Zon 4i uma linha igual às outras

19 novembro 2013 Arquivado

19 novembro 2013 Arquivado

A Zon substituiu o pacote Iris 4+ pelo 4i, com características e preço muito semelhantes aos da concorrência.

A Zon modificou o pacote que inclui os quatro serviços (televisão, Net, telefone fixo e telemóvel) e surgiu com o Zon 4i. Face ao Iris 4+, inclui menos canais de televisão, mas contém dois cartões de telemóvel com 200 MB de tráfego de Internet e o aluguer da box de gravação. O preço (€ 79,99) inclui o aluguer de uma box com capacidade de gravação na nuvem (não inclui disco rígido). Contudo, o “ilimitado” continua a apresentar limites e é exigida uma fidelização de 24 meses também para quem já é cliente: no Iris 4+ só eram exigidos 12 meses.

Comparámos o Zon 4i com o Meo M4O e o Vodafone RED e concluímos que, com exceção de um ou outro pormenor, os produtos são muito idênticos e os preços variam entre € 79,70 (RED) e € 80,99 (M4O): uma diferença de 1 euro! Tal como os restantes pacotes com os quatro serviços incluídos, o Zon 4i dificilmente interessa a famílias que gastem cerca de € 30 por mês em telemóvel (dois telemóveis com gasto médio de € 15) e € 40 nos restantes serviços.

Pontos fortes e fracos
Ponto forte Custo da box com 500 horas de gravação já incluído na mensalidade
Ponto forte Boa oferta de canais HD
Ponto forte Mais destinos internacionais gratuitos do que alguns dos tarifários concorrentes (50 em vez de 30) com chamadas gratuitas 24h aos fins de semana e feriados
Ponto forte App Zon Phone, que permite o mesmo tarifário e funcionalidades do telefone fixo através do smartphone ou tablet (€ 0,99, por mês)
Ponto forte Rede de hotspots ZON@Fon
Ponto fraco Tarifação de 30 em 30 segundos, após o primeiro minuto, no telemóvel (como na concorrência)
Ponto fraco Período de fidelização de 24 meses também para atuais clientes (como no M4O)
Ponto fraco Serviço de televisão no smarthone ou tablet só disponível para iPad e iPhone

Pacotes com 4 serviços incluídos

  ZON 4i Vodafone RED Meo M4O
Telefone fixo chamadas gratuitas para rede fixa nacional e internacional (50 países) 3000 min. para rede fixa nacional e 1000 min. para internacional (30 países) chamadas gratuitas para rede fixa nacional e 1000 min. para internacional (50 países)
Televisão 116 canais (17 de rádio) 130 canais (14 de rádio e 6 de jogos, trailers, karaoke) 120 canais (30 de rádio)
Box Box HD com 500 horas de gravação na "nuvem" Box incluída para clientes com 2 números RED Box DVR Full HD (€1, preço promocional por 24 meses)
Internet 100 Mbps 100 Mbps 100 Mbps
Telemóvel (2 cartões com dados) 2000 min.+ 2000 sms para todas as redes móveis e fixas 200 MB Net móvel 5000 min./sms para Vodafone 2000 min./sms para outras redes móveis e fixas 200 MB Net móvel 2000 min.+ 2000 sms para todas as redes móveis e fixas 200 MB Net móvel
Mensalidade € 79,99 € 79,70 € 80,99

Ilimitado com limites

Um ponto forte deste pacote é a disponibilização de um espaço de gravação de 500 horas na “nuvem”. Este serviço permite ao utilizador aceder às gravações noutras boxes HD que tenha em casa e, se for preciso substituir o equipamento, não perde as gravações.

Já a contabilização dos minutos incluídos no cartão de telemóvel, feita em períodos de 30 segundos, a partir do 1.º minuto, é um ponto negativo. No Iris 4+ a tarifação era ao segundo desde o início: só contava o que se falava. No novo produto, a ZON retrocedeu e seguiu o mau exemplo da concorrência.

O “ilimitado” continua a ter limites e, tal como no M4O e no RED, é possível adicionar cartões com uma mensalidade de € 7,50 cada. Quando se atinge o limite de 2000 minutos ou 2000 SMS as comunicações são barradas. Para se voltar a fazer chamadas ou enviar mensagens, o utilizador terá de comprar “pacotes” de minutos ou SMS: € 3,99 por 100 minutos e € 3,99 por 100 SMS. Quando são consumidos os 200 MB de tráfego, também existe um barramento à navegação. Continuar a navegar implica pagar € 2,99 por 200 MB.

Faltam opções que permitam ao consumidor levantar o barramento sem ser obrigado a comprar pacotes de minutos, SMS ou dados, sempre que atinge os limites do tarifário. Além disso, ao ultrapassar o limite em menos de 50 minutos, vai pagar mais face à concorrência, que cobra € 0,08 por minuto ou SMS.

Abuso na fidelização exigida

O Zon 4i obriga a uma fidelização de 24 meses para qualquer cliente: novo ou antigo. Esta também é uma prática declarada no M4O. Já a Vodafone não indica nas condições o critério aplicado a atuais clientes. Temos criticado o facto de as operadoras aplicarem sempre o período de fidelização máximo permitido por lei (24 meses), por impedir que os consumidores usufruam das novas ofertas que surgem. Mas fazê-lo a atuais clientes, quando não há um novo investimento em infraestrutura ou equipamentos e o cliente já cumpriu um ou mais períodos de fidelização, é um abuso. Para combater este tipo de práticas nos serviços de telecomunicações, assine a nossa petição pela diminuição do prazo máximo legal de fidelização.


Imprimir Enviar por e-mail