Notícias

Qual é o pacote de internet móvel mais vantajoso?

Para quem não tem o telemóvel pago pela empresa, encontrar um bom tarifário com dados móveis suficientes, a bom preço, é um desafio. Conheça os tarifários com dados móveis incluídos mais vantajosos do mercado e qual se adequa mais ao seu perfil de consumo.

20 outubro 2022
Pacote de internet móvel

iStock

Para quem pretende gastar o mínimo possível num tarifário móvel, mas com acesso à internet, o tarifário mais equilibrado em termos de custo-benefício pertence à Lycamobile. O Lyca Nacional XS custa 8 € por mês, sem fidelização. Inclui 3 GB de dados na ativação e 5 GB nas renovações para novos clientes, desde 6 de abril de 2022. É possível gastar menos 50 cêntimos na NOWO, mas tem acesso apenas a 1 GB e tem fidelização de 24 meses.

Precisa de mais dados móveis, isto é, pelo menos, 10 GB? Para maiores de 25 anos, o tarifário de 4 GB da Woo custa 10 € por mês, sem fidelização, e garante mais 6 GB durante 12 meses, num total de 10 GB. Esta solução acaba por resultar numa melhor relação de preço por GB do que os tarifários que custam menos de 10 € por mês. Para menores de 25 anos, os tarifários de 10 GB WTF custam 10€ por mês, mas só durante 6 meses. Também há a alternativa da Lycamobile, que custa 15 € por mês para 20 GB e que, nos primeiros 6 meses, fica em 10 € por mês, sem fidelização. O custo por GB é mais favorável neste caso.

Tarifários ilimitados valem a pena?

Será que precisa mesmo de um? Os tarifários ilimitados continuam caros. A NOS foi a primeira a lançar uma promoção em que oferece dados ilimitados, até 31 de dezembro, em todos os tarifários pós-pagos e nos pacotes com telemóvel incluído. Seguiram-se a MEO e a Vodafone. Ou seja, até ao final de 2022, poderia ter esta solução por cerca de 17 € por mês. No entanto, esta opção é temporária e os preços dos tarifários ilimitados começam nos 39,9 0€ por mês (com promoções de 34,90 € durante três meses). O preço por cartão vai diminuindo à medida que acrescenta cartões ao pacote, até aos 28,65 € por mês, por cartão, se incluir 4 cartões da Vodafone com o tarifário Red Infinity.

Tarifários para toda a família

Em família e paga mais do que um serviço móvel? Tem sempre de pensar no conjunto e não individualmente, a menos que queira gastar mais do que o necessário por mês. Alguns dos tarifários pós-pagos com fidelização e os tarifários incluídos em pacotes dão descontos a partir do segundo cartão incluído.

Este desconto pode ser suficiente para que o custo total seja inferior ao de outras soluções, nomeadamente pré-pagas. Veja o caso dos cartões pós-pagos da NOWO e dos cartões incluídos nos seus pacotes: cada cartão adicional tem um desconto de 50 por cento. Isto significa que o tarifário de 1 GB, que custa 7,50 € por mês, passa a custar 5,63 € por mês por cartão (com dois cartões incluídos), 5 € por mês por cartão (com três cartões incluídos) e 4,69 € por mês por cartão (com quatro cartões incluídos). Num plano de 10 GB a diferença é de 15 € por mês (um cartão) para 9,38 € por mês por cartão (quatro cartões). O custo total para os quatro cartões representa uma poupança de 37,5% face ao custo do tarifário individual e permite-lhe pagar menos de 5 € por mês por 1GB, menos de 9,5 € por mês por 10 GB ou mesmo 12,5 € por 20 GB. O reverso da moeda é o período de fidelização de 24 meses.

No caso dos pacotes TV, Net e Voz com telemóvel incluído da MEO, NOS e Vodafone, o custo implícito de cada cartão móvel começa nos 14,43 € por mês, por cartão (considerando quatro cartões incluídos e a diferença de preço entre os dois pacotes equivalentes 4P e 3P na determinação do custo do primeiro cartão móvel). Cada cartão adicional custa, normalmente, 13,90 € por mês, embora possa optar por cartões mais baratos com menos dados WTF, Yorn ou Moche, conforme o operador.

Como definir o seu perfil de consumo 

O seu equipamento indica-lhe quantos dados móveis consome em wi-fi e através da rede móvel. Também lhe indica quanto está a consumir cada aplicação que usa. Se paga o serviço de telemóvel de vários elementos do agregado familiar, deve ter em conta o conjunto das necessidades. Evite olhar um a um para poder verificar se os tarifários incluídos nos pacotes 4P ou os tarifários que dão desconto na mensalidade, à medida que se vão acrescentando cartões, resultam ou não num custo total inferior.

Dicas para melhor usar o seu pacote de dados

Comece por definir, no telemóvel, um aviso ou um limite de utilização de dados móveis. De seguida, altere as definições para poupar dados:

  1. ative ou desative os dados móveis;
  2. ative ou desative a sincronização automática;
  3. permita ou restrinja a utilização de dados em segundo plano, por aplicação;
  4. ative ou desative o roaming de dados;
  5. ative ou desative a poupança de dados.

Algumas aplicações e serviços não funcionam da melhor forma, a menos que permita que sejam executados em segundo plano, mesmo quando não estiver a utilizá-los. Para permitir que as apps sejam executadas em segundo plano, através de dados móveis, pode ativar a opção "Dados sem restrições" apenas para essas apps.

Verifique como está a atribuição da utilização de dados móveis a cada cartão SIM. Certifique-se de que é a esse cartão que pretende imputar o custo do acesso aos dados móveis (no caso dos equipamentos dual-SIM, com dois cartões inseridos).

Configure o Apoio a wi-fi (no iPhone) / Mudar para redes móveis (no Android) para não mudar automaticamente para a rede móvel quando existir uma ligação wi-fi fraca.

Nos tarifários que diferenciam tráfego de acordo com as aplicações usadas e concedem apenas tráfego gratuito a algumas, verifique se não é descontado tráfego do plafond geral quando está a utilizar essas aplicações. Procure recorrer ao uso do que já está incluído na mensalidade, evitando os acessos que geram custos acrescidos. Verifique sempre se o telemóvel está ligado à rede wi-fi quando está em casa (se tiver internet fixa, através de um router wi-fi) ou quando tem acesso a redes wi-fi sem custos adicionais, de forma a não gastar dados móveis desnecessariamente.

Em alternativa, use a função de partilha de dados de outros equipamentos para os quais já está a pagar o acesso à internet (no telemóvel, por via do hotspot móvel, ou através das aplicações de alguns operadores que permitem esta partilha de dados entre cartões, também chamada de “distribuição de internet”). Nem sempre se justifica estar a pagar um tarifário por cada equipamento ou pode mesmo escolher uma solução mais barata, com menos dados, para alguns equipamentos e complementar depois com o uso destas alternativas. Esta solução é usada, por exemplo, nos casos em que os pais têm tarifários com mais dados e partilham depois com os filhos em determinadas situações. A partilha feita por via de hotspot móvel exige proximidade dos equipamentos, mas as soluções de distribuição de dados entre cartões móveis da mesma família (mesma conta) não. 

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.