Notícias

Faturas em papel a € 1 são ilegais: reclame com a nossa ajuda

As operadoras, com destaque para a MEO, não devem cobrar € 1 pelas faturas em papel. Junte-se a nós para dar a conhecer à Anacom o número de lesados. Também podemos apoiar na impugnação deste custo ou na rescisão do contrato.

17 maio 2018
Faturas em papel a 1 euro

iStock

Mais de dois milhões de consumidores podem estar a ser lesados pela cobrança ilegal da fatura em papel. É importante dar a conhecer à Anacom, o regulador das telecomunicações em Portugal, a verdadeira dimensão do problema. Junte-se à ação Faturas a 1 euro e faremos a sua reclamação chegar à Anacom.

Quero reclamar

Se não aceita pagar pela fatura em papel, não quer aderir à fatura eletrónica, nem foi avisado deste custo adicional com os 30 dias de antecedência que a lei exige, peça a nossa ajuda para impugnar ou rescindir o contrato. Os nossos juristas vão analisar o seu caso e ver qual a solução melhor para si.

Para tentar impugnar o contrato, vamos contactar a operadora para eliminar este custo, pelo menos durante o período de fidelização. Se a operadora recusar, podemos abrir uma ação junto dos centros de arbitragem e será representado por um dos nossos juristas.

Na rescisão do contrato, indicamos quais as melhores alternativas e os passos a dar, por não concordar com esta alteração unilateral.

Quero impugnar ou rescindir

 

Imprimir Enviar por e-mail