Notícias

Cabovisão sem fidelização: liberdade sem custos só ao fim de 15 meses

19 março 2014 Arquivado
cabovisão

Arquivado

A Cabovisão criou os tarifários Livre 30 e o Livre 100 anunciados como sem fidelização e em resposta à nossa petição. Mas a operadora omite na publicidade o modo como são pagos os custos de instalação e ativação, no valor de 150 euros.

Tarifários comparados

Comparámos o custo do Livre 30, incluindo uma box, com os serviços equivalentes das restantes operadoras. Só com base no valor das mensalidades, o serviço da Vodafone é o mais barato. Contudo, implica uma fidelização de 24 meses. Por isso, mostramos quanto paga o consumidor no total, se desistir dos serviços ao final de 6, 12 e 24 meses.

Alguém que desista no primeiro ano do contrato é menos penalizado se optar pelo novo pacote da Cabovisão. A partir deste prazo, o serviço da Vodafone fica globalmente mais barato porque a mensalidade é inferior e a penalização no segundo ano do contrato também desce. Já as operadoras Meo e Zon cobram o valor equivalente às mensalidades até ao final do contrato. Neste caso, o consumidor paga a totalidade do valor do contrato, independentemente da altura em que desiste. A Cabovisão tem procedimento idêntico no pacote com fidelização.

Alguns dias antes da Cabovisão anunciar os seus novos pacotes, a Vodafone alterou os detalhes dos seus tarifários para incluir a possibilidade de contratar sem fidelização. Para tal, a Vodafone exige o pagamento da instalação e da ativação (€ 120), bem como dos equipamentos (€ 180), no total de 300 euros. As mensalidades também não incluem desconto e tem de se pagar o aluguer da box, pelo que ficam em 45,40 euros.