Notícias

Alerta da NOS: mais canais pode implicar pagamento

A NOS está a avisar os clientes de que podem aceder a mais de 110 canais nos televisores sem box e sem fidelização. Quem não conseguir sintonizar os canais todos, pode ficar com menos canais do que agora ou, em alternativa, ter de alugar um sintonizador por € 1 por mês.

20 outubro 2017 Em atualização
canais NOS

Thinkstock

De modo faseado, a NOS está a comunicar aos clientes que vão passar a ter mais de 110 canais nos televisores sem box, sem mudar de pacote e sem uma nova fidelização. Parece uma boa iniciativa, mas é preciso analisar tudo ao pormenor.

Se o seu televisor possui um sintonizador digital compatível com a norma DVB-C (em caso de dúvida consulte o manual), à partida não tem dificuldade em obter a nova grelha de canais. Caso não consiga à primeira, consulte as instruções de sintonização de canais no manual do televisor ou, em alternativa, procure a marca e o modelo do seu televisor na lista disponibilizada no site da NOS e cujo link, diferente para cada zona do País, se encontra no e-mail enviado aos clientes.

Se o televisor não tiver as opções referidas, só consegue aceder aos canais analógicos que, nalgumas zonas do País, como Lisboa e Oeiras, vão diminuir. A grelha oficial varia consoante a zona, mas, para Lisboa e Oeiras, por exemplo, vai passar de 33 para 23 canais. Alguns, como Discovery Channel, National Geographic, Odisseia, Canal História, VH1 e CNN desaparecem e passa-se a aceder a três novos canais: Disney Channel, CMTV e SportTV+.

Para quem não consegue sintonizar os mais de 110 canais, a NOS propõe o aluguer de um sintonizador por € 0,99 por mês. Antes de avançar para esta solução, analise se os canais extra realmente lhe interessam. Em alternativa, caso tenha outro televisor em casa ligado a uma box, pondere trocá-lo com o que não tem box, caso permita a sintonia dos 110 canais.

Simule o melhor tarifário para si


Imprimir Enviar por e-mail