Notícias

Diz que faz milagres. Fomos testar esse tal de V.I.Poo

Pusemos à prova o novo produto da Air Wick, o V.I.Poo, que promete neutralizar os maus cheiros que emanam da sanita. Fomos cheirar se resulta.

  • Dossiê técnico
  • Sílvia Menezes
  • Texto
  • Maria João Amorim
27 junho 2018
  • Dossiê técnico
  • Sílvia Menezes
  • Texto
  • Maria João Amorim
vipoo

iStock e João Ribeiro

Casa de banho pública, do trabalho, em casa de um amigo: já todos passámos pelo momento em que a usámos, como irremediáveis seres humanos que somos, e no ar ficou a prova do crime. O drama, o horror e, pior, o odor.

O novo produto da Air Wick, com o apropriado nome de V.I.Poo, promete neutralizar os maus cheiros que provêm da sanita depois de esta ser utilizada para algo a que nos habituamos a fazer tão simplesmente desde que nascemos.

Trata-se de um spray para usar antes de... Mas, ao contrário da maioria dos ambientadores, que se libertam para o ar, este pulveriza-se três vezes diretamente na água da sanita. Tem 55 ml e custa sete euros.  

Resulta? Um painel de 30 consumidores, a quem confiámos a tarefa de fazer uma avaliação sensorial do produto, garante que sim.

A capacidade de neutralização dos odores do V.I.Poo é elevada, o perfume agradável e o difusor fácil de usar, afiançam, de um modo geral, os consumidores.

Dos comentários que recebemos, muitos sublinham os mesmos aspetos: “bastante eficaz na neutralização de odores”, “fácil de usar”, “dá a sensação de ambiente higienizado”.

Houve quem fosse muito claro e sucinto na apreciação – “compraria sem hesitar” –; quem desse mais detalhes – “liberta um cheirinho muito agradável, intenso e duradouro” –; e quem dispensasse grandes elucubrações – “compraria, porque o odor com o produto é melhor do que sem”.

O segredo do V.I.Poo está na longa lista de ingredientes, que bloqueiam os maus odores, retendo-os na sanita. Pode, de facto, fazer maravilhas do ponto de vista da convivência pessoal.

Porém, do ponto de vista da saúde humana e do planeta, não faz qualquer tipo de maravilha. A receita do V.I.Poo é feita à base de compostos químicos com reconhecidos riscos para a saúde e para o ambiente. Há ingredientes que podem causar irritação ocular severa, outros são suscetíveis de provocar reações alérgicas cutâneas e vários são altamente tóxicos para a vida dos rios e dos mares, com efeitos de longa duração. Malefícios, aliás, comuns aos ambientadores tradicionais. Mas estes só impregnam o ar de substâncias perigosas. O V.I.Poo acaba por afetar o ar e a água.

Valerá a pena mascarar o mau odor que todos, mas rigorosamente todos, emanamos quando temos necessidade de efetuar movimentos intestinais? 

Prefira soluções caseiras para purificar o ar. Veja aqui quais.


Imprimir Enviar por e-mail