Guia de compras

Como escolher o detergente manual da loiça

Num supermercado, no corredor dos produtos de limpeza, uma senhora segura e observa uma embalagem de detergente para lavar loiça à mão.

A eficácia do detergente manual para a loiça não reside na quantidade de espuma, mas nos tensioativos que constam na composição. Saiba como escolher o detergente e o esfregão.

Ainda que a maioria das cozinhas portuguesas esteja equipada com uma máquina de lavar loiça, é útil ter um detergente líquido para lavar à mão alguns utensílios que podem não caber na máquina ou não ficar aí bem lavados. Por exemplo, as frigideiras antiaderentes ficam mais bem lavadas à mão. Realizámos vários testes em laboratório para conhecer os aspetos a valorizar na altura de comprar um detergente. Descubra o melhor no nosso comparador de detergentes para lavar a loiça à mão.

Tensioativos, a chave contra a sujidade

Se presta atenção ao rótulo dos detergentes, reparará que constam tensioativos na composição. Mas há vários, e cada tipo tem uma função: a espuma é um efeito dos tensioativos aniónicos, os anfotéricos são os que mais respeitam a pele e os não-iónicos destacam-se pela sua capacidade de limpeza da sujidade. Quanto maior for a percentagem de tensioativos do detergente, mais loiça conseguirá lavar com menos detergente.

Prioridade à eficácia sobre o custo

Na dúvida entre dois detergentes, o preço pode ser um dos aspetos a ter em conta para desempatar. Mas, se não queremos que o barato saia caro, há que considerar a eficácia do detergente. Ao usar um detergente manual mais eficaz, não precisa de adicionar tanto produto quando lava a loiça e, como tal, irá comprar com menos frequência. Os nossos testes revelam os mais eficazes.

Escolhas mais sustentáveis

Através da leitura do rótulo é possível distinguir algumas das substâncias mais nocivas para o ambiente e que, por isso, devem ser evitadas. Destacam-se: perfumes (Limonene, Amyl e Hexyl Cinnamal, Benzyl Salicylate, Allyl Caproate, Butylphenyl methylpropional) e conservantes (Benzisothiazolinone, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Octylisothiazolinone, Benzotriazole, 2-bromo-2-nitropropane-1,3-diol).

Muitos dos ingredientes usados nos detergentes traduzem-se ainda em riscos para o utilizador, como possíveis reações alérgicas por contacto ou danos oculares.

Se o desempenho ambiental é fundamental para a sua escolha, consulte o nosso comparador e veja as nossas recomendações com o selo Escolha Verde.

Conselhos para lavar à mão

A cor do esfregão não é uma escolha estética dos fabricantes. Cada cor é concebida para uma utilização diferente.

  • Verde é o mais comum e serve para limpar a sujidade menos problemática. Mas há que ter cuidado, pois se esfregar com muita força pode riscar alguns materiais.
  • Azul é o mais adequado para superfícies delicadas, como copos e taças de cristal.
  • Preto é ideal para peças mais exigentes, como grelhas metálicas, panelas de aço ou caçarolas.

Antes e depois de cada utilização, lave o esfregão com água limpa e torça-o bem. Assim evitará maus cheiros e o desenvolvimento de bactérias em grande número.

Se quiser poupar água, retire os restos de comida da loiça com guardanapos usados ou papel de cozinha. Facilitará a lavagem e reduzirá a dose de detergente.

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.