Dicas

Separar o lixo em 10 respostas

31 maio 2017
Lixo e resíduos

31 maio 2017
Papel e cartão limpo podem entrar no papelão, mas o mesmo não é válido para uma caixa de cartão de piza, autocolantes, papel de cozinha e lenços de papel usados. Respondemos às dúvidas mais frequentes.

Início

Cada português produz, por ano, 458 quilos de resíduos. Deitar fora sai caro para o ambiente e para o consumidor. Em vez de produtos de usar e deitar fora, prefira os equivalentes em versão duradoura.

O guia Consumo Ecológico é o melhor aliado para poupar o ambiente e a carteira. Destacamos alguns gestos simples. Use o rolo de papel de cozinha apenas para absorver sujidade que custaria muito a limpar, como é caso das gorduras. Para a limpeza geral e das mãos, por exemplo, prefira esponjas ou panos. Além de caros, os toalhetes húmidos geram muito lixo.

As versões de máquinas de barbear que permitem substituir a lâmina são tão práticas como as descartáveis. Não use toalhas de papel para as refeições. Não utilize pratos e copos descartáveis (de cartão, plástico, etc.). Opte por loiça inquebrável e reutilizável. Para merendas fora de casa, use caixas de plástico, em vez de sacos de plástico ou folhas de alumínio.

Para reduzir a frequência com que pinta as paredes de casa (dado que as tintas contêm produtos químicos e outros solventes), aplique uma tinta de boa qualidade. Calcule corretamente a dose necessária. Compramos quase sempre tinta a mais.

Os frascos de doces e compotas, de maionese ou de legumes em conserva, por exemplo, podem ser reutilizados para arrumar pequenos objetos, como pregos e parafusos, botões ou clipes. Um balde partido pode ser enterrado no jardim, para semear e controlar plantas que cresçam facilmente (salsa, por exemplo). As paredes do balde impedem as raízes de invadirem outras culturas. Uma velha câmara de ar de bicicleta pode ser cortada em tiras e usada para segurar os ramos de uma árvore recentemente plantada.

Veja por que é importante reciclar e quanto custa tratar os resíduos urbanos em Portugal no vídeo da ERSAR – Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos, da EGF – Empresa Geral do Fomento e da ESGRA - Associação para a Gestão de Resíduos.


Imprimir Enviar por e-mail